Calçada da Fama do Maracanã eterniza Nenê e Pedrinho em dia de exaltação da história do Vasco
Jonas Moura
Calçada da Fama do Maracanã eterniza Nenê e Pedrinho em dia de exaltação da história do Vasco


Personagens marcantes da história do Vasco, Nenê e Pedrinho foram eternizados nesta terça-feira na Calçada da Fama do Maracanã, em cerimônia que reuniu torcedores, levou o samba da Bateria da Rocinha e contou com a presença do ídolo da torcida cruz-maltina Roberto Dinamite, além do presidente Jorge Salgado.

Nenê, astro do elenco atual, já disputou 157 partidas com a camisa do Gigante da Colina e balançou as redes em 53 oportunidades. Na atual temporada, o meia-atacante entrou em campo 11 vezes, marcou cinco gols e deu quatro assistências. No Rio de Janeiro, ainda atuou pelo Fluminense, quando disputou 116 jogos e marcou 28 gols.

Em duas passagens, o atleta acumula feitos importantes com a camisa do Vasco. Ele se tornou o segundo maior artilheiro do clube carioca no século XXI com 53 gols, atrás apenas de Romário, que estufou a rede em 131 oportunidades.

- O torcedor mais apaixonado que eu já vi de um clube é o do Vasco. Não importa a situação, estão sempre apoiando. Cobram quando tem que cobrar. Eles construíram o estádio, lutaram contra o racismo, eu tenho muito orgulho do clube que represento hoje. Eu amo esse clube, que foi criado por gente como a gente, que na maioria vem de família humilde - disse Nenê.

Ex-jogador do Vasco e atual comentarista, Pedrinho lembrou de momentos marcantes no Maracanã. Hoje aos 44 anos, ele se emocionou ao falar do início da carreira, que também incluiu passagens por Palmeiras, Fluminense, Santos, Figueirense e Olaria.

- Muito grato em estar aqui com o Nenê. Toda vez que o assunto é Vasco me comove muito. Eu cheguei no clube com seis anos, não tinha dinheiro, o treinador de futsal me levava pros jogos e me deixava no banco. Eu nasci em São Januário. O Maracanã é especial, de fato. Mas São Januário é diferente - disse Pedrinho, que marcou 47 gols pelo Vasco.

Dinamite deu um recado às crianças que prestigiaram os ídolos no estádio.

- Nada melhor do que estar dentro do Maracanã. Esse templo que já teve 70, 100 mil torcedores vibrando por seus clubes. Não vai existir um grande jogador se não tiver uma grande família, uma grande referência. Vocês estão iniciando e têm uma oportunidade única. Aproveitem isso. Vocês têm a chance de se tornarem grandes jogadores, mas também grandes seres humanos. Eu tenho muito orgulho de estar aqui ao lado de Nenê e Pedrinho. Parabéns ao Clube de Regatas Vasco da Gama por homenagear seus ídolos - disse Dinamite.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários