Por troca no comando técnico, Duílio assume responsabilidade por eliminação do Corinthians no Paulista
Fábio Lázaro
Por troca no comando técnico, Duílio assume responsabilidade por eliminação do Corinthians no Paulista


O presidente do Corinthians , Duílio Monteiro Alves, assumiu a responsabilidade pela eliminação do clube na semifinal do Campeonato Paulista, neste domingo (27), após derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no estádio do Morumbi .

A postura do mandatário corintiano se deu pela demissão do ex-treinador, Sylvinho, ainda na terceira rodada do Campeonato Paulista, e a contratação do substituto, Vítor Pereira, somente 20 dias depois.

Duílio disse que a postura de manter Sylvinho no fim da temporada passada acabou ‘sacrificando o Estadual do Timão’.

- A responsabilidade é minha de manter o Sylvinho em dezembro, eu deixo isso claro. Sabemos o caminho que estamos seguindo, com um grande treinador, uma grande equipe e campeonatos pela frente. Sabia que íamos sacrificar um pouco o Paulista fazendo a mudança A responsabilidade é minha de manter o Sylvinho em dezembro, eu deixo isso claro. Sabemos o caminho que estamos seguindo, com um grande treinador, uma grande equipe e campeonatos pela frente. Sabia que íamos sacrificar um pouco o Paulista fazendo a mudança – disse o presidente corintiano na zona mista após o Majestoso.

Sobre o novo treinador, Duílio já vê mudança de postura e evolução no trabalho do Corinthians nas mãos de Vítor Pereira.

- Fizemos boas partidas com o Vítor, mudamos totalmente a forma de jogar, é um futebol mais intenso, mudou o dia a dia do trabalho. Era melhor se tivéssemos um mês, mas não é possível. Já vimos muitas diferenças – ressaltou Duílio.

Assim como o próprio treinador e alguns jogadores, o presidente corintiano mencionou o cansaço da equipe, que teve apenas dois dias livres entre as quartas de final, contra o Guarani, na última quinta-feira (24), e o Majestoso deste domingo (28). Mesmo assim, Duílio não escondeu a partida abaixo da média feita pelo Corinthians, mas ressaltou a entrega do elenco.

- A gente tem que saber que não fizemos um bom jogo. Fizemos um bom segundo tempo. Buscamos, corremos, mesmo cansados, mas o desgaste estava claro. E não podia ser diferente. Lutamos até o fim – pontuou o cartola.

Além da parte física do elenco corintiano que está comprometida, o Corinthians teve dois dias a menos de preparação em relação ao São Paulo, que disputou a sua partida pelas quartas de final, contra o São Bernardo, na última terça-feira (22).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários