Marcos Felipe exalta luta do Fluminense em clássico e comenta vaias: 'Entendemos a insatisfação'
Luiza Sá
Marcos Felipe exalta luta do Fluminense em clássico e comenta vaias: 'Entendemos a insatisfação'


O Fluminense jogou mal, mas marcou um gol no fim e acabou classificado para a final do Campeonato Carioca mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Botafogo no Maracanã. Após a partida, os jogadores foram aplaudir a torcida, mas acabaram ouvindo gritos de "time sem vergonha" em retorno. Na zona mista do estádio, o goleiro Marcos Felipe avaliou a relação com os tricolores, que seguem cobrando o time após a eliminação na Libertadores.

- Eles ainda estão chateados com a eliminação, na verdade todos nós. Queríamos dar essa alegria a eles de entrar na fase de grupos da Libertadores. A chave virou, a gente tinha esses dois clássicos. Entendemos a insatisfação. São torcedores, amam o clube e querem que a gente sempre jogue o melhor futebol. Respeitamos a opinião deles. Se vaiaram temos que trabalhar e buscar o nosso máximo - avaliou.



Outro que foi xingado foi o técnico Abel Braga em pelo menos duas oportunidades, assim como o presidente Mário Bittencourt. Marcos Felipe falou sobre como o grupo vê a atual relação da torcida com o time.

- Procuramos fazer aquilo que o professor Abel pede. Lógico que dentro do jogo temos que ter certa leitura. Temos jogadores experientes que têm essa leitura muito boa. Dentro da partida criamos uma estratégia dentro do que foi passado pelo Abel. A torcida quer sempre que o time jogue bem. Temos que respeitar. Eles pagam ingresso para ver um espetáculo. Tá do lado deles. Temos que examinar, ver o que pode melhorar. Estamos vulneráveis a erros, mas precisamos consertar - admitiu.

O Flu fez uma partida ruim novamente, mas acabou com a classificação por um gol de Germán Cano no último minuto da partida. O Tricolor tinha a vantagem do empate e avançou para a final com o placar agregado de 2 a 2. Agora, terá pela frente outro clássico, desta vez contra o Flamengo, pelo terceiro ano seguido. O Tricolor acabou derrotado nas duas últimas decisões.

- Sabíamos que era um clássico, um jogo difícil. Lutamos até o final e fomos coroados com esse gol. Mas sabemos que agora é levantar a cabeça porque temos uma partida difícil na quarta-feira. Temos que estar confiantes até o último apito do árbitro. Confiamos, acreditamos. Tanto que no momento que a bola saiu eu já chutei para frente e o Fred sofreu a falta no lance que gerou o gol. É confiar sempre e estar concentrado. Sabemos que Fla-Flu é sempre um jogo difícil. O maior clássico do Brasil. Temos que ver o que precisamos melhorar para desempenhar o melhor futebol nos dois jogos - comentou.

A primeira partida da final do Carioca acontece na quarta-feira, às 21h35, enquanto a segunda será no sábado, às 16h. Ambos são no Maracanã e desta vez não há qualquer vantagem e o empate leva a decisão aos pênaltis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários