Curtis Blaydes vence Chris Daukaus no UFC Columbus
TATAME
Curtis Blaydes vence Chris Daukaus no UFC Columbus


Realizado neste sábado (26), o UFC Columbus teve como grande destaque o peso-pesado Curtis Blaydes. Fazendo o main event da edição, o americano deu show e nocauteou o compatriota Chris Daukaus no segundo round de combate. Na luta co-principal da edição, válido pela categoria peso-mosca feminino, Alexa Grasso teve uma atuação de gala, finalizou a escocesa Joanne Wood com um mata-leão ainda no primeiro round e emplacou sua terceira vitória consecutiva no Ultimate.

Além disso, quatro brasileiros entraram em ação no UFC Columbus, todos eles no card preliminar, e apenas Matheus Nicolau saiu vencedor. O atleta peso-mosca teve boa atuação e derrotou David Dvorak por decisão unânime dos jurados. Já Bruno Souza, Jennifer Maia e Karol Rosa acabaram sendo superados por Luis Saldaña, Manon Fiorot e Sara McMann, respectivamente, também por unanimidade.

Curtis Blaydes nocauteia Daukaus e brilha em Columbus

Curtis Blaydes e Chris Daukaus tiveram um início de luta estudado, com ambos procurando a melhor distância e aplicando poucos golpes, com Curtis tendo uma ligeira vantagem no primeiro round. No segundo assalto, Curtis Blaydes veio disposto a definir o confronto e, logo nos primeiros momentos da parcial, aplicou um potente direto de direita, que pegou em cheio no raio de ação de Daukaus.

Na sequência, Curtis Blaydes ainda conectou mais alguns golpes fortes no ground and pound, que forçaram a interrupção imediata do árbitro central Herb Dean. Vitoriosono segundo round, Curtis Blaydes conquistou sua segunda vitória seguida no UFC e segue firme nas primeiras posições do ranking peso-pesado da companhia. Já Chris Daukaus, que já havia sido derrotado por Derrick Lewis, amarga seu segundo revés em sequência.

Karol Rosa sofre sua primeira derrota lutando pelo UFC

Após alguns instantes na trocação, Sara McMann conseguiu levar Karol Rosa para o solo com uma boa queda. Por cima, a americana contabilizou pontos importantes com golpes no ground and pound, obtendo uma clara vantagem sobre a adversária no primeiro round.

No segundo round, McMann manteve sua estratégia e voltou a derrubar Karol sem maiores dificuldades. A experiente atleta pouco fez, mas apresentou o suficiente para manter a brasileira sob seu controle no solo, grudando nas costas de Karol Rosa. Nos últimos segundos, Sara McMann ainda buscou um armlock, que foi bem defendido pela capixaba.

No terceiro e último round, ciente da desvantagem, Karol Rosa foi para o “tudo ou nada”, mas abriu brecha para Sara McMann, mais uma vez, partir para a luta agarrada. A brasileira, no entanto, inverteu a posição, levou a oponente para o solo e ficou por cima, mas não fez o suficiente. Dessa forma, Sara McMann foi declarada vencedora por decisão unânime e se recuperou da derrota sofrida na última luta. Já Karol, que vinha de quatro vitórias no UFC, sofreu seu primeiro revés na organização norte-americana.

Jennifer Maia é derrotada por francesa e amarga novo revés

Como já era esperado, as duas lutadoras iniciaram o duelo na trocação. Jennifer Maia conseguiu conectar bons golpes na curta distância, enquanto Manon Fiorot apostava nos contragolpes e nos golpes na média distância, o que a levou ter uma ligeria superioridade no primeiro round.

A francesa iniciou o segundo assalto aplicando uma belíssima queda. Mesmo por baixo, a curitibana se manteve ativa e quase buscou o armlock, forçando Fiorot a levantar. Na sequência, as atletas voltaram para o solo, novamente com Manon caindo por cima. Na reta final da parcial, Jennifer ainda conectou um belo chute alto, que pegou em cheio no rosto da francesa. Apesar disso, Manon Fiorot também saiu vencedora no segundo assalto.

Fiorot seguiu conectando golpes importantes no terceiro e último round, além de controlar bem a distância sobre Jennifer Maia, o que impediu qualquer tentativa de ação ofensiva da brasileira. Com o fim dos três rounds, Manon Fiorot saiu com a vitória na decisão unânime dos jurados e emplacou sua quarta vitória seguida lutando pelo UFC. Por outro lado, Jennifer amargou sua segunda derrota em sequência na organização.

Matheus Nicolau supera tcheco e emplaca terceira vitória

O confronto entre Matheus Nicolau e David Dvorak começou bem estudado, com poucas ações de ambos os lados. O tcheco, ao longo do primeiro round, foi controlando o centro do cage, e mesmo sem muita efetividade, terminou a parcial com leve superioridade. Pressionado pelo seu córner, o brasileiro tentou ter uma postura mais ofensiva no segundo assalto, aplicando alguns chutes baixos. No minuto final, Matheus levou Dvorak a knockdown com um forte cruzado e igualou as ações no confronto.

No terceiro e último round, Matheus Nicolau manteve sua postura ofensiva, aproveitando-se do fato de que David Dvorak sentiu bastante o golpe recebido. Com boa movimentação, o brasileiro foi para o solo nos instantes finais do confronto e tentou a chave de panturrilha, além de variações no calcanhar e no pé, mas não conseguiu a finalização. No entanto, pelo seu desempenho nos dois últimos rounds, Matheus Nicolau saiu vencedor na decisão unânime e emplacou sua terceira vitória consecutiva no UFC.

Bruno Souza sofre sua segunda derrota no UFC

Bruno Souza iniciou a luta tendo uma atitude mais ofensiva em relação a Luis Saldaña, controlando o centro do octógono e tendo um maior volume de golpes, enquanto o norte-americano procurava responder no contragolpe. Nos últimos segundos do primeiro round, Saldaña conseguiu algumas quedas sobre o brasileiro, mas não conseguiu impor seu jogo no solo.

No segundo assalto, assim como no primeiro, Luis continuou apostando nos chutes baixos e, no decorrer da parcial, levou o duelo mais uma vez para o chão. Na reta final, o confronto voltou a ficar em pé, e Bruno aplicou alguns golpes, mas em contrapartida, recebeu alguns jabs como resposta.

No terceiro e último round, Bruno Souza continuou tendo uma postura mais ofensiva, mas não conseguiu aplicar golpes precisos sobre Luis Saldaña, que mostrava boa movimentação e controlava bem a distância, além de contragolpear com bons jabs e chutes baixos. No fim, após o término dos três rounds, os árbitros decretaram a vitória de Saldaña na decisão unânime. Dessa forma, o brasileiro sofreu sua segunda derrota em duas lutas pelo UFC.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Columbus
Columbus, em Ohio, nos Estados Unidos
Sábado, 26 de março de 2022

Card principal
Curtis Blaydes derrotou Chris Daukaus por nocaute técnico no 2R
Alexa Grasso finalizou Joanne Wood com um mata-leão no 1R
Bryan Barberena derrotou Matt Brown por decisão dividida dos jurados
Kai Kara-France derrotou Askar Askarov por decisão unânime dos jurados
Neil Magny derrotou Max Griffin por decisão unânime dos jurados
Marc Diakiese derrotou Viacheslav Borshchev por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Sara McMann derrotou Karol Rosa por decisão unânime dos jurados
Chris Gutierrez derrotou Danaa Batgerel por nocaute técnico no 2R
Aliaskhab Khizriev finalizou Denis Tiuliulin com um mata-leão no 2R
Manon Fiorot derrotou Jennifer Maia por decisão unânime dos jurados
Matheus Nicolau derrotou David Dvorak por decisão unânime dos jurados
Luis Saldaña derrotou Bruno Souza por decisão unânime dos jurados

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários