Palmeiras venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1 no Allianz Parque
Cesar Greco/Palmeiras 26.03.2022
Palmeiras venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1 no Allianz Parque


O Palmeiras está na final do Campeonato Paulista pelo terceiro ano consecutivo.

Atual vice-campeão, o Verdão venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1, no Allianz Parque, neste sábado (26), com gols de Murilo e Rony - Léo Realpe anotou o tento do Massa Bruta - e garantiu a vaga na decisão do estadual.

Agora, a equipe palmeirense aguarda o seu adversário na final, que sairá do confronto entre São Paulo e Corinthians, neste domingo (27), às 16h, no estádio do Morumbi.

GOL RELÂMPAGO DO PALMEIRAS (DE NOVO)

Assim como foi nas quartas de final, contra o Ituano, o Palmeiras abriu o placar logo na sua primeira investida ao ataque, e novamente em um lance que nasceu em cobrança de escanteio de Gustavo Scarpa, pelo lado direito, Gustavo Gómez, posicionado no segundo pau, ajeito de cabeça para Murilo chapar a bola para o fundo do gol e marcar o seu terceiro gol em três meses de Verdão.

BRAGANTINO TENTA A RESPOSTA RÁPIDA

Assim que sofreu o gol, o Red Bull Bragantino foi para cima tentar o empate rapidamente, mas parou em uma boa intervenção do goleiro Marcelo Lomba, que substituiu mais uma vez o titular Weverton, que serve a Seleção Brasileira. A jogada do Massa Bruta começou com Helinho, pela direita, que deu ótimo passe para Hyoran, ex-jogador do Verdão, finalizar para a defesa do arqueiro palmeirense.

PALMEIRAS FAZ O SEGUNDO, MAS ANULADO

O camisa 7 recebeu pelo passe em profundidade, mas estava ligeiramente à frente do penúltimo jogador do Massa Bruto. O atacante saiu na cara do gol e rolou para Scarpa, que estava atrás da linha da bola e empurrou para o gol vazio.

Só após a bola cruzar a linha fatal que o assistente Luiz Alberto Andrini Nogueira levantou a bandeira e assinalou o impedimento, confirmado em consulta à arbitragem de vídeo.

Leia Também

Rony foi decisivo e marcou o 2º gol (Foto: Alex Silva / LANCEPRESS!)

Leia Também

BRAGANTINO EMPATA NA SEQUÊNCIA

Se o gol do Palmeiras que valeu teve uma resposta rápida do Red Bull Bragantino que quase resultou em gol, o empate do Touro foi quatro minutos após o tento palmeirense que não valeu.

E, assim como foi o gol do Verdão, originado em bola parada e marcado por zagueiro com assistência do outro beque, o Massa Bruta marcou o seu gol, em cobrança de falta cobrada por Helinho e desviada por Léo Ortiz para Léo Realpe cabecear no canto direito de Lomba, que foi na bola mas não alcançou.

RONY, O FALSO FALSO NOVE?

Sem um centroavante de peso, que é esperado pela comissão técnica desde o início da temporada, Rony foi mais uma vez o homem de área do Verdão, como ‘falso nove’.

E o cacoete de centroavante faltou ao camisa 10 aos 27 minutos do segundo tempo, quando Marcos Rocha lançou Dudu em profundidade, o ídolo palmeirense invadiu a área com liberdade, fez o cruzamento rasteiro e Rony, mesmo dando carrinho, não alcançou a bola por milímetros.

Gustavo Scarpa, que fechava na sequência, também tentou marcar, mas finalizou na rede pelo lado de fora.

RONY, O VERDADEIRO FALSO NOVE!

Antes, o jogador havia recebido cartão amarelo por tentar marcar de bicicleta e atingir a cabeça do lateral Aderlan, do Braga.

No lance seguinte, Dudu errou um passe para Zé Rafael, e a bola teve que voltar para a defesa.

O zagueiro Murilo, então, deu uma de armador e lançou Dudu, que deu ótimo passe para Raphael Veiga invadir a área pelo lado direito, bater cruzado e ver Rony completar na pequena área.

OUTRO GOL DO PALMEIRAS ANULADO

Aos 42 minutos ainda da primeira etapa, o Palmeiras chegou a marcar novamente, mas pela segunda vez na partida o gol foi anulado.

Gustavo Scarpa bateu falta pela direita levantando para o meio da área, Gustavo Gómez subiu mais alto que todo mundo e cabeceou para o gol, mas estava à frente do penúltimo defensor do Bragantino e o lance foi anulado.

BRAGANTINO VOLTA APERTANDO O PALMEIRAS


Precisando do resultado, o Red Bull Bragantino voltou para a etapa final indo para cima do Verdão.

Primeiro, aos seis minutos do segundo tempo, Aderlan cruzou para Ytalo que por pouco não chegou para empatar o jogo para o Massa Bruta.

Dez minutos depois, Helinho finalizou tirando tinta do gol de Marcelo Lomba.

PALMEIRAS RESPONDE EM TRANSIÇÃO

Como já e de costume em alguns jogos, o Palmeiras reforçou o seu esquema defensivo quando viu o Bragantino crescer, e passou a criar as suas chances de gol em momentos de transição rápida para o ataque.

Um minuto após o lance de Helinho, Scarpa desviou de cabeça e Rony, em velocidade, invadiu a área para chutar para fora.

LOMBA SE DESTACA

O Bragantino seguiu subindo as suas linhas contra o Palmeiras no segundo tempo, e criou ótimas chances de empate, com Hyoran finalizando com perigo e mandando para fora, e principalmente parando em boas defesas de Marcelo Lomba.

O goleiro palmeirense fez pelo menos duas grandes defesas que garantiram o placar favorável ao Palmeiras.

NA TRAVE!

Aos 45 minutos do segundo tempo, o Palmeiras teve a sua melhor chance de matar o jogo, com Wesley, que recebeu passe vindo da esquerda na entrada da pequena área, mas finalizou na trave do goleiro Cleiton.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 RED BULL BRAGANTINO


Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data e hora: 26 de março 2022, às 18h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Luiz Alberto Andrini Nogueira e Evandro de Melo Lima
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Público e renda: 37.618 pessoas / R$ 2.209.638,14
Cartões amarelos: Rony, Zé Rafael e Murilo (Palmeiras); Jadsom, Helinho, Aderlan e Léo Realpe (Red Bull Bragantino);
Cartões vermelhos:

GOLS:
1-0 Murilo (2'/1T); 1-1 Léo Realpe (18'1T); 2-1 Rony (39'1T)

PALMEIRAS: Marcelo Lomba; Marcos Rocha, Gustavo Gómez e Piquerez; Jailson, Zé Raphael e Raphel Veiga; Dudu (Mayke, 49'/2T), Rony (38'/2T)e Gustavo Scarpa (Wesley, 32'/2T). Técnico: Abel Ferreira

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Realpe (Lucas Evangelista, 28'/2T), Léo Ortiz e Luan Cândido; Jadsom (Praxedes, 28'/2T), Eric Ramires e Hyoran; Helinho (Guilherme, 41'/2T), Ytalo (Sorriso, 11'/2T) e Bruno Tubarão (Carlos Eduardo, 11'/2T). Técnico: Maurício Barbieri

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários