Jogadores ingleses se dizem 'chocados e desapontados' com acusação de abusos no Qatar
Lance!
Jogadores ingleses se dizem 'chocados e desapontados' com acusação de abusos no Qatar


A menos de um ano para o início da Copa do Mundo do Qatar , os relatos de abusos sobre os direitos humanos no país do Oriente Médio seguem sendo divulgados. E um dos capitães de uma das seleções classificadas para o torneio, o meio-campista Jordan Henderson, da Inglaterra, comentou sobre o assunto.


- Quando recebemos o relatório, que foi muito importante, foi bastante chocante e desapontante. É horrendo quando você vê alguns dos problemas que acontecem e aconteceram no Qatar - disse Henderson em relação às acusações contra mulheres, a comunidade LGBTQ+ e trabalhadores imigrantes.

- Como um time, estamos meio que digerindo ainda, levantando ideias do que queremos fazer. É uma oportunidade que chamar atenção para alguns problemas e usar nossas plataformas para fazer uma mudança para a melhor - completou o jogador do Liverpool.

+ Veja a tabela das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2022

Quem também se manifestou foi o técnico do English Team, Gareth Southgate. O comandante britânico, que entregou o relatório aos atletas, falou sobre a possibilidade de um boicote ao Mundial, mas afirmou acreditar que esta não é a melhor hipótese.

- Eu realmente não sei se isso alcança alguma coisa. Seria uma grande história, mas o torneio continuaria. Há algumas coisas religiosas e culturais que são difíceis de mudar. O maior problema que não é religioso ou cultural é o que aconteceu na construção dos estádios. Mas não podemos fazer nada sobre isso, infelizmente - declarou Southgate.

+ Equador e Uruguai se garantem na Copa do Mundo: veja os países já classificados

Recentemente, a Fifa informou que estava investigando a situação de trabalhadores imigrantes no Qatar , enquanto a Anistia Internacional, por sua vez, declarou que muitos dos profissionais estavam correndo riscos .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários