Vítor Pereira projeta o Majestoso e diz que a preparação do Corinthians seria a mesma se jogasse em casa
Rafael Marson
Vítor Pereira projeta o Majestoso e diz que a preparação do Corinthians seria a mesma se jogasse em casa


Vítor Pereira vai reencontrar o adversário de seu estreia pelo Corinthians no domingo (27), já que o Timão vai protagonizar novamente o Majestoso contra o São Paulo, dessa vez pelas semifinais do Paulistão.

> GALERIA - Relembre os jogos de mata-mata do Timão na Neo Química Arena

Na questão de preparação para o clássico, o tricolor paulista largou em vantagem, já que teve dois dias a mais de descanso e vai jogar em casa. Mesmo assim, Vítor Pereira afirmou que a preparação seria a mesma caso o jogo fosse na Neo Química Arena, e ressaltou a importância em recuperar seus atletas física e mentalmente para o Majestoso.

- Se jogássemos em casa, a preparação do jogo seria a mesma, considerando o desgaste físico e mental que tivemos hoje. A preparação tem mais a ver com o desgaste que tivemos hoje. Temos que ter a intenção de jogar de certa forma. Essa tem que ser a nossa vontade. Depende de como o adversário defende, ataca, as dificuldades que ele nos coloca. A preparação será a mesma, não muda jogar na casa deles - ponderou.

O treinador português falou que sua missão nesses dois dias é recuperar os atletas na medida do possível, para que eles consigam executar seu plano de jogo no Morumbi, controlando a posse de bola e pressionando no campo adversário.

- Tentar recuperá-los na medida do possível e, depois, tentar perceber, de dois dias, como eles estão e ajustar um pouco o jogo. A intenção da equipe é ter bola, jogar, pressionar, agora, temos que ser inteligentes e perceber o estado físico da equipe com dois dias a menos de recuperação e ajustar essa condição. Portanto, vamos tentar encontrar um equilíbrio entre uma coisa e outra, para chegar lá competitivos

> TABELA - Confira os jogos e simule a reta final do Paulistão

Ainda, VP falou que gostaria de decidir na Neo Química Arena, diante da torcida, mas ponderou que há vezes no futebol onde é necessário 'sofrer'.

- É um fato que eu preferia jogar em casa, à frente da nossa torcida, mas futebol é assim mesmo, às vezes há de sofrer, faz parte da vida, aprendemos mais nos sofrimentos que nas vitórias, quer em termos de carreira, quer em termos pessoais. Vamos buscar força nesses momentos para, depois, estarmos mais preparados para o futuro. Temos um clássico onde já fomos e esperamos que o resultado, dessa vez, seja diferente - concluiu.

Corinthians e São Paulo brigam por uma vaga na final do Paulistão às 16h do domingo (27), no Morumbi. Em caso de empate, o vencedor será decidido nos pênaltis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários