Vini Júnior expõe potencial para estar na Seleção e leva torcida ao delírio no Maraca
Vinícius Faustini
Vini Júnior expõe potencial para estar na Seleção e leva torcida ao delírio no Maraca


A sensação podia ser de "déja vu" , especialmente para torcedores do Flamengo. Mas, na noite de 24 de março de 2022, Vinicius Júnior deu um salto definitivo para se garantir entre os convocados de Tite na lista final da Copa do Mundo. O atacante saiu de campo em êxtase por ter marcado seu primeiro gol com a amarelinha justamente no Maracanã que o viu crescer e aparecer para o futebol.

Mesmo diante de um Chile muito retraído (e em alguns momentos ríspido), o jovem não se omitiu. Em busca da afinação com Neymar, não titubeava em encontrar o melhor caminho para deixar o astro na cara do gol. Parecia questão de paciência. Por isso, a cada bola que recebia, buscava o melhor drible, o melhor caminho.

Até que a chance veio para incendiar ainda mais a festa brasileira, minutos depois de Neymar abrir o placar. Em vacilo de Bravo, Antony esticou a jogada. Após o corta-luz de Neymar, Vinicius rompeu pela esquerda e já sabia o caminho.

Mais em casa do que nunca, comemorou diante mais de 100 familiares e amigos (para quem comprou ingressos do jogo). Além disto, teve seu nome entoado no estádio por 69 mil pessoas.

Isto aumenta esperanças para um jogador de 21 anos demorou a garantir seu lugar ao sol. Vinicius vem ganhando sequência sob o comando de Tite e inicia 2022 com moral para engrenar na Seleção Brasileira. Além disto, o atacante se mostra capaz de mudar o jogo e atuar próximo ao que faz no Real Madrid.

Com a "casca" pedida por Tite, o desafio do jovem agora é driblar a ansiedade até o Qatar. Na próxima semana, contra a Bolívia, porém, o atleta não atuará, uma vez que recebeu seu segundo cartão amarelo no duelo desta quinta-feira (24).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários