Oito países disputam Pan-Americano e Sul-Americano de Cross Country
Iúri Totti
Oito países disputam Pan-Americano e Sul-Americano de Cross Country


Os Campeonatos Sul-Americano e Pan-Americano de Cross Country, que serão disputados neste domingo (27/3), na cidade de Serra, no Espírito Santo, serão a primeira disputa internacional importante que o Brasil volta a receber depois de seis anos, por empenho da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O percurso será montado no Condomínio Alphaville Jacuhy – Rodovia do Contorno, Km 278 (BR 101) e a prova, das 7h às 12h, terá transmissão ao vivo pelo YouTube da CBAt.

E da mesma forma que foi a Copa Brasil de Cross Country, realizada no dia 13 de março, a competição também terá a presença de corredores de elite, do Brasil e estrangeiros, corredores amadores e crianças e jovens.

No total, 371 participantes estarão no evento. As competições internacionais receberam a inscrição de 98 atletas do Brasil, Canadá, México, Peru, Colômbia, Uruguai, Paraguai e Venezuela. Os inscritos para brigar pelos títulos internacionais – 36 são brasileiros –, terão a definição de pódios diferentes entre a América do Sul e da região Pan-Americana. A competição reunirá também 60 atletas avulsos na categoria amadora e cerca de 220 crianças e jovens do Sub-12, Sub-14 e Sub-16.

“É uma oportunidade excepcional de mostrar a modalidade para crianças, jovens e adultos”, comentou André Schieck, presidente da Federação Capixaba, que tem o apoio da Vale, por meio de projeto incentivado, como parceira da CBAt neste evento.

Os estrangeiros começam a chegar nesta sexta-feira (25/3). O Canadá inscreveu 22 atletas, seguido do México, com 14, e do Peru, com 13. Ainda estão entre os participantes dois da Colômbia, dois do Uruguai, um do Paraguai e um da Venezuela.

Os estrangeiros começam a chegar nesta sexta-feira (25/3). O Canadá inscreveu 22 atletas, seguido do México, com 14, e do Peru, com 13. Ainda estão entre os participantes dois da Colômbia, dois do Uruguai, um do Paraguai e um da Venezuela.

A catarinense Simone Ponte Ferraz (APA/SECEL Jaraguá do Sul-SC) será uma das atrações da equipe brasileira. Ela é a única atleta olímpica inscrita no evento, tendo representado o Brasil na prova dos 3.000 m com obstáculos dos Jogos de Tóquio, em 2021, e venceu, no dia 13 de março passado, os 10km da Copa Brasil, realizada também em Serra. Além de Simone, estão na seleção brasileira adulta a pernambucana Maria Lucineida Moreira (PE) e a baiana Núbia de Oliveira Silva (PE), que também subiram ao pódio na Copa Brasil.

“Estou muito feliz com a convocação para representar o Brasil. Espero fazer uma excelente prova. Me senti muito tranquila, muito solta, muito à vontade na Copa Brasil”, lembrou Simone, de 32 anos. “Espero que enfrentando adversárias mais fortes, de outros países, eu consiga lutar por um lugar no pódio novamente.”

Leia Também

Na Copa Brasil, Simone completou os 10km em 37m30s. Ela usa o cross country como uma etapa importante de seu treinamento, já que o principal objetivo da temporada é buscar o índice para representar o Brasil nos 3.000 m com obstáculos para o Mundial de Oregon, que será disputado de 15 a 24 de julho, nos Estados Unidos.

Nascida na cidade de Ponte Serrada (SC), em 12 de março de 1990, ela é treinada por Abel Curtinove, que ainda é atleta do salto com vara e ganhou em fevereiro a medalha de prata no Campeonato Sul-Americano Indoor de Cochabamba, na Bolívia.

Outro destaque é o mato-grossense Wendell Jerônimo Souza (Clube Recreativo de Pontes e Lacerda-MT), medalha de ouro nos 10km adulto da Copa Brasil, com 31m54s. Nascido em 11 de outubro de 1991, em Pontes e Lacerda, onde mora e treina, orientado à distância por Adauto Domingues, ele diz estar preparado para a competição de domingo. Além de Wendell, o Brasil terá o potiguar Marciel Miranda de Almeida (RN) e o mineiro Gilberto Silvestre Lopes (SP), prata e bronze, respectivamente na Copa Brasil.

“Estou muito tranquilo para a disputa do campeonato, graças a Deus. Vai ser uma oportunidade excelente. Está tudo ótimo. Tenho treinado bem. Acredito que posso conseguir um bom resultado”, comentou o corredor.

A CBAt definiu a comissão técnica da seleção brasileira, com Marcos Gomes da Silva (RN), Abel Curtinove (SC), Sivirino Souza dos Santos (MT), Cristiano Ribeiro (PR), Evellin Ianca dos Passos (SP), Dione D’Agostini Chillemi (PR), Alcides dos Santos Gonçalves Neto (SP) e Alex Sandro de Jesus Lopes (SP).

Representantes brasileiros
Feminino

10km Adulto: Simone Ponte Ferraz (SC); Maria Lucineida da Silva Moreira (PE); Núbia de Oliveira Silva (PE); Helen Spadari (PR); Nicole Palhares Mello (SP); e Amanda Aparecida de Oliveira (MG).

6km (Sub-20): Gabriela de Freitas Tardivo (PR); Aylana Ferreira Cezar (SP); Ana Beatriz Trajano (SP); Francielly da Silva Marcondes (MT); Marcieli de Cassia Sousa Ferreira (PB); e Dhenifer Fernandes Vaz (PR)

4km (Sub-18): Helena Mees Valério (PR); Ana Mees Valério (PR); Marcella Cocenza Marinelli (SP); Bianca Cristine Davi de Souza (PR); Miriana Matos Cordeiro (DF); e Samara Santos Caetano (PR)

Masculino
10km Adulto: Wendell Jerônimo Souza (MT); Marciel Miranda de Almeida (RN); Gilberto Silvestre Lopes (SP); Gilmar Silvestre Lopes (SP); Sávio de Paula Rodriques (MG); e Everton Silva Lima (PE).

8km (Sub-20): Jânio Marcos Gonçalves Varjão (MT); Emanuel Silva Santos (RN); Vitor Miguel Redlinski (SC); Bruno Diego Oliveira do Prado (SP); Bernardo Luiz Prior (RS); e Kauê Orvalho de Almeida Domingues (SP).

6km (Sub-18): Vinícius Moraes Costa (SP); Pedro Henrique da Luz de Freitas (RS); Luiz Guilherme Maciel Melo (CE); Manuel Tsiwario (MT); Gabriel José Padilha Ferraz (PR); e Railton de Oliveira Ramos (BA). (Iúri Totti)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários