Sangue, suor e Cássio! Corinthians bate o Guarani nos pênaltis e avança à semifinal do Paulistão
Fábio Lázaro
Sangue, suor e Cássio! Corinthians bate o Guarani nos pênaltis e avança à semifinal do Paulistão


Foi com muito sofrimento, até mais do que o Corinthians esperava, mas o Timão está classificado à semifinal do Campeonato Paulista .

Nesta quinta-feira (24), o clube alvinegro empatou em 1 a 1 contra o Guarani, na Neo Química Arena, pela fase de quartas de final do Paulistão, e na decisão por pênaltis o Time do Povo passou pelo Bugre por 7 a 6. Destaque para Cássio, que defendeu o único pênalti desperdiçado, o sétimo da equipe de Campinas, perdido por Madson.

No tempo normal, Gil marcou o gol do Corinthians, aos 42 minutos do primeiro tempo. E o Guarani empatou aos oito da etapa final, com o zagueiro João Victor.

Com a classificação, o Timão encarará o São Paulo, no estádio do Morumbi, novamente em jogo único.

> TABELA - Confira a tabela da reta final do Paulistão
> GALERIA - Relembre todos os jogos de mata-mata do Timão na Arena

CORINTHIANS COMEÇA EM CIMA

O Corinthians já começou o jogo mostrando que iria para cima. Logo aos três minutos de partida, o lateral-direito Matheus Ludke fez falta em Willian e recebeu amarelo. A infração renderia ao lateral a substituição antes dos 30 minutos de jogo.

No lance seguinte a falta, Du Queiroz encontrou Fagner livre pela direita, o lateral invadiu a área e finalizou para a defesa do goleiro Kozlinski.

Já foi o cartão de visitas corintiano contra o Bugre. E seria assim até o fim do primeiro tempo.

LADO ESQUERDO DO TIMÃO FUNCIONA

A chegada de Fagner pela direita foi a única boa chegada do Timão pela direita com bola rolando. Depois, o lado esquerdo corintiano colocou fogo no Guarani.

Foram pelo menos três grandes chances, sendo duas passando pelos pés do lateral-esquerdo Lucas Piton, que fez ótimo primeiro tempo.

Aos 10 minutos, Piton recebeu em profundidade pela esquerda, invadiu a área e cruzou para trás, mas Renato Augusto furou. Dez minutos depois, mais um bolão de Du Queiroz, dessa vez para Lucas Piton, que mais uma vez cruzou para trás, e dessa vez Róger Guedes foi quem chegou batendo, mas sem muita força e a finalização ficou no meio do caminho.

Antes, aos 14 minutos, Willian finalizou de fora da área e o goleiro Kozlinski fez boa defesa.

GUARANI ASSUSTA

A única grande chegada do Guarani no primeiro tempo foi aos 30 minutos, em bola rebatida por Du Queiroz, após a cobrança de lateral, a bola voltou para Madson finalizar de primeira, sem pulo, e a bola explodiu na trave do goleiro Cássio.

TIMÃO ABRE O PLACAR

Após seis escanteios no jogo, sendo três dele batidos aberto, no meio da área, visando Gil, a insistência deu certo aos 42 minutos do primeiro tempo, com Renato Augusto cobrando pelo lado direito e o camisa 4 subiu mais que todo mundo testando firme e de forma precisa no canto direito do goleiro Kozlinski.

Foi o primeiro gol de Gil na temporada, 14º com a camisa do Corinthians. O defensor voltou a ir às redes após 10 meses e quatro dias.

CORINTIANS VOLTA ASSUSTANDO

O Corinthians voltou em cima do Guarani no segundo tempo. Logo aos quatro minutos da etapa final, Róger Guedes quase ampliou o marcador para o Timão, finalizando na rede pelo lado de fora após receber passe de Fagner, que fez uma grande jogada, deixando dois jogadores do Bugre para trás.

GUARANI EMPATA COM 'GOL REPLAY'

A resposta do Guarani foi aos sete minutos, com uma finalização perigosa de Nicolas Careca pelo lado direito. O atacante recebeu na entrada da grande área e finalizou no canto esquerdo de Cássio que fez a defesa.

Na cobrança de escanteio, Giovanni Augusto cobrou aberto na altura da marca do pênalti, e o zagueiro João Victor, do Bugre, ganhou de Gil de cabeça marcando um gol muito parecido com o do Timão no primeiro tempo.

CORINTHIANS SENTE O GOL E DIMINUI O RITIMO

Quando sofreu o gol, o Corinthians tentou voltar a alugar o campo defensivo do Guarani, mas não teve o mesmo perigo do primeiro tempo, quando tinha posse de bola e criava boas chances de gols.

Por sua vez, o Bugre quase chegou a virada, com um chute de fora da área de Lucão do Break, que fez curva e obrigou Cássio faz boa defesa no canto esquerdo.

TRISCANDO A TRAVE

Aos 35 minutos do segundo tempo, o Timão voltou a criar uma grande chance de perigo.

Giovanni Augusto faz falta dura em Mantuan, e a cobrança é feita curta pelo Timão que sai trocando passes rapidamente. Renato Augusto finaliza da entrada da grande área, próximo a meia-lua, a bola desvia e passa triscando a trave do Guarani.

CÁSSIO DECIDE NOS PÊNALTIS

Todos os pênaltis foram da primeira sessão foram convertidos, e a decisão precisou ser decidida nas alternadas.

Do lado do Corinthians, Fábio Santos, Giuliano, Renato Augusto, Júnior Moraes e João Victor converteram para o lado corintiano, enquanto Giovanni Augusto, Kozlinski, Lucas Venyuto, Lucão do Break e Bruno Silva marcaram para o Bugre.

Nos alternados, Fagner e Adson foram ás redes para o Timão, enquanto Ronaldo marcou de cavadinha para o Guarani.

Na 14ª cobrança, Madson encheu o pé no meio do gol, Cássio caiu para o canto direito, mas deixou o pé no centro da meta para fazer a defesa.

Foi a 21ª defesa de penalidades do arqueiro corintiano, que está na sua décima temporada no clube. E uma das mais importantes, que garantiu o Timão na semifinal do Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 (7) X (6) 1 GUARANI


Local:
Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e hora: 24 de março 2022, às 19h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Luis Marques
Árbitro de vídeo: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Público e renda: 38.283 pessoas / R$ 2.29.941,00
Cartões amarelos: João Victor e Gil (Corinthians); Matheus Ludke, Giovanni Augusto e Rodrigo Andrade (Guarani)
Cartões vermelhos: -

CORINTHIANS:
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Du Queiroz (Giuliano, 28'/2T); Gustavo Mosquito (Adson, 16'/2T), Renato Augusto, Paulinho e Willian (Júnior Moraes,16'/2T); Róger Guedes (Gustavo Mantuan, 28'/2T). Técnico: Vítor Pereira

GUARANI: Maurício Kozlinski; Mateus Ludke (Rodrigo Andrade, 29'/1T), João Victor, Ronaldo Alves (Derlan, 27'/2T) e Matheus Pereira; Madison, Indio (Bruno Silva. 35'/2T) e Giovanni Augusto; Julio César (Lucas Venuto, 35'/2T), Nicolas Careca (Ronald, 27'/2T) e Lucão do Break. Técnico: Daniel Paulista

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários