Os possíveis cenários do Flamengo na fase de grupos da Libertadores
Lance!
Os possíveis cenários do Flamengo na fase de grupos da Libertadores


Nesta sexta-feira, às 12h (de Brasília), a Conmebol realizará o sorteio da fase de grupos da Copa Libertadores. Será o momento do Flamengo conhecer os adversários e, portanto, o LANCE! traz possíveis cenários para o time de Paulo Sousa, um dos cabeças na chave da competição, que buscará o Tri da América. Confira abaixo todos os classificados, os potes e as regras do sorteio da Copa!

COELHO, ÚNICO BRASILEIRO POSSÍVEL NA CHAVE

Os 32 times classificados estão divididos em quatro potes seguindo o ranking da Conmebol. Os oito clubes brasileiros serão distribuídos em, pelo menos, sete grupos, já que o regulamento da Libertadores impede que equipes do mesmo país caiam na mesma chave. A exceção é para os classificados vindo das fases preliminares, incluindo o América-MG. Portanto, o Coelho é o único possível rival brasileiro no caminho do Flamengo na fase de grupos da Copa.

O POTE 1

Entre os possíveis adversários do Flamengo na fase de grupos no pote 2, apenas dois campeões da América: Colo-Colo (CHI) e Vélez Sarsfield (ARG), cada um com um título. Ainda há outros dois possíveis rivais já conhecidos desse elenco rubro-negro: os equatorianos Emelec e Independiente Del Valle, que foram rivais em edições recentes da Libertadores e da Recopa Sul-Americana.

Atuais líder e vice-líder do Liga Paraguaia, Libertad e Cerro Porteño também compõem o pote 2, que ainda tem a Universidad Católica, que, apesar de ser a atual tetracampeã do Chilhe, não vem de boas campanhas na Copa Libertadores. Caiu na fase de grupos em 2019 e 2019 e, em 2021, nas oitavas.

O POTE 2

No pote 3 não há campeões da América. E, para a falar a verdade, os times não têm muita tradição na Copa Libertadores, e, independentemente do país, não devem impor temor ao qualificado elenco do Flamengo. Caracas e Deportivo Táchira, da Venezuela, e Deportivo Cali e Tolima, da Colômbia, exigem longas viagens e de difícil logística, mas que costumam ser superadas por brasileiros.

Além deles, o Allianz Lima, atual campeão do Peru, só avançou da fase de grupos da Libertadores três vezes. O também peruano Sporting Cristal não passa desta fase da Copa desde 2004. Já o Colón, da Argentina, pode ser uma surpresa no grupo que vier a cair. Foi campeão da primeira divisão nacional pela primeira vez em 2021, e o clube vive o melhor momento de sua história.

Leia Também

O POTE 4

O pote 4 conta com Fortaleza e América-MG, sendo que o Tricolor não pode ser rival do Flamengo na primeira fase. Olímpia (PAR) e Estudiantes (ARG), três e quatro vezes campeões da América, são adversários pesados que podem pintar no caminho. Já os bolivianos Independiente Petrolero, The Strongest e Always Ready e que, além da logística, ainda impõem o desafio da altitude.

O argentino Talleres, portanto, surge como o "rival mais acessível" neste pote, por mais que tenha a imagem associada ao clube que eliminou o São Paulo na Libertadores de 2019. Hoje, a equipe está no terceiro lugar da Liga Argentina.

Os potes do sorteio da Libertadores:

Pote 1
Palmeiras, Atlético-MG, Athletico, Flamengo, Boca Juniors, River Plate, Nacional (URU) e Peñarol.

Pote 2
Corinthians, Cerro Porteño (PAR), Colo-Colo (CHI), Del Valle (EQU), Emelec ( EQU ), Libertad (PAR), Universidad Católica (CHI), Vélez Sarsfield (ARG).

Pote 3
Red Bull Bragantino, Alianza Lima (PER), Caracas ( VEN ), Colón ( ARG ), Deportivo Cali ( COL ), Deportivo Táchira ( VEN ), Deportes Tolima ( COL ) e Sporting Cristal (PER).

Pote 4
América-MG, Fortaleza, Always Ready (BOL), Estudiantes (ARG), Independiente Petrolero (BOL), Olimpia (PAR), Talleres ( ARG ) e The Strongest (BOL).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários