Documentário narra saga de campeão mundial rumo às ondas gigantes de Nazaré
Lance!
Documentário narra saga de campeão mundial rumo às ondas gigantes de Nazaré


Campeão mundial de skimboard, o carioca Lucas Fink entrou para a história e conquistou o recorde de maior onda já surfada no mundo com uma prancha de skimboard (resultado ainda sob análise do Guinness Book). O feito foi realizado no temido Canhão de Nazaré, famoso pelas suas ondas gigantes.

Essa jornada de adrenalina, determinação e uma pitada de medo embala o documentário cinematográfico “Skimboard Nazaré", que estreia nesta terça-feira, exclusivamente na Red Bull TV, por meio do link https://www.redbull.com/br-pt/films/skimboard-nazare .

Com 28 minutos de duração, a obra narra o feito histórico do ex-jogador de base do Flamengo, que largou o esporte coletivo para uma modalidade individual, passando pela conquista - e pelas dores - do título mundial até a mentoria de Lucas Chumbo e Carlos Burle na grande missão de surfar as ondas gigantes de Nazaré.

E tudo isso com a sua fiel escudeira: a prancha de skimboard com 131 x 50 cm, com espessura de aproximadamente 2 cm, que pesa menos de 2kg e não usa alças (acessório que fixa o pé na prancha), nem quilhas, que auxiliam na estabilidade.

Com carreira profissional iniciada com apenas 10 anos, Lucas Fink se tornou campeão mundial da modalidade aos 21, sendo o primeiro não estadunidense a atingir tal feito. Dentro de si, guardava o desejo de se tornar um skimmer de ondas grandes e, estimulado por uma temporada em Portugal e pela amizade com Lucas Chumbo, decidiu fazer do sonho realidade e iniciou sua trajetória para surfar ondas de mais de 13 metros (40 pés).

- A onda é meio assustadora, meio chocante. Mas a equipe é muito preparada. Para eles, dias de ondas de 30 e 40 pés são puro lazer. Ficam à vontade e acabam te deixando mais seguro. Se senti medo? Sim, mas o medo me motiva a ir lá, me jogar e vencer ele - conclui Fink.

O skimboarder, com apenas 23 anos, é protagonista de uma das maiores conquistas da história do esporte e, agora, do seu próprio filme na Red Bull TV.

- É mais um sonho realizado na minha vida. Fazer um projeto assim com a Red Bull, que é marcada por feitos extraordinários, sempre foi um objetivo e sonho meu. E entrar com skimboard em Nazaré foi uma oportunidade incrível, estou muito feliz, grato. Vou curtir muito esse momento e vou guardar para vida toda.

Para Loïc Wirth, diretor do documentário e um dos mais respeitados filmmakers do Brasil, levar o skimboard para Nazaré exigiu muita coragem.

- Entendo o tamanho do sonho e das responsabilidades que o Fink leva com ele; de representar esse esporte e ir descobrindo e expandindo os limites da modalidade. Por isso, nossa equipe fez o máximo para fazer jus a pessoa, ao feito, a tudo. Foi muito bom trabalhar com ele e ser convidado para fazer parte de um momento tão intenso quanto esse - comenta o diretor.

Chumbo, Burle e astros do surf

O documentário conta com diversos astros, como o próprio Lucas Chumbo, mentor ao longo de toda a jornada e o melhor do mundo na modalidade ondas gigantes, segundo o próprio Fink.

- Ter essa troca com ele é o melhor cenário que eu poderia imaginar, seria como aprender basquete com o Michael Jordan - admite.

Aliás, o feito imponente do skimboarder fica mais visível quando o big rider Chumbo tenta se aventurar com a prancha não habitual.

- O moleque tem talento. Não sei como ele consegue controlar aquela prancha sem quilha. Botei fé nele, a energia dele é muito parecida com a minha - comenta o atleta.

O filme ainda mostra a nova rotina de treinos de Lucas Fink que, para surfar as big waves, teve que ampliar suas habilidades no mar, melhorar sua capacidade respiratória e até mesmo aprender a pilotar jet ski. Outras lendas da modalidade, como Carlos Burle, Garrett McNamara e Michelle des Boullions, também dão o tom na narrativa, com depoimentos que reforçam a importância desse feito para o esporte e revelam a força de um sonho sem limites.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários