Veja os números de Robson Bambu em sua estreia pelo Corinthians
Rafael Marson
Veja os números de Robson Bambu em sua estreia pelo Corinthians


Dois meses após o anúncio da contratação de Robson Bambu, o zagueiro fez sua estreia pelo Corinthians na vitória por 1 a 0 diante do Novorizontino , pela 12ª rodada do Paulistão.

> GALERIA - Róger Guedes faz para o Timão contra o Novorizontino; veja notas

Robson foi o terceiro reforço do Timão na temporada, chegando por empréstimo do Nice, da França, até o final de 2022. Ele veio para brigar com Gil e João Victor pela titularidade na defesa da equipe.

O cenário mudou drasticamente na noite de 9 de fevereiro, quando uma ocorrência feita por uma jovem de 25 anos apontava um suposto crime sexual envolvendo o zagueiro corintiano.

Quase um mês após a denúncia, a Polícia Civíl concluiu as investigações, mas o Ministério Público ainda não decidiu se irá ou não denunciá-lo . Mesmo assim, o clube decidiu inscrever o jogador no Paulistão, e relacionou o atleta para os confrontos diante do Botafogo-SP, São Paulo e Palmeiras.

> TABELA - Timão leva o Paulistão? Simule o caminho do mata-mata do estadual

Diante do Novorizontino, Robson Bambu começou entre os titulares, formando dupla de zaga com o também reserva Raul Gustavo. Na vitória contra o lanterna do Paulistão, Bambu foi o atleta do Timão com mais passes completos (90). Ele também liderou a equipe em rebatidas, com 11, e foi quem teve maior média de posse de bola.

O zagueiro não realizou nenhum desarme durante os 90 minutos, e fez apenas uma interceptação, assim como uma falta. Todos os números são da plataforma de estatísticas Footstats.

ENTENDA O CASO ENVOLVENDO ROBSON BAMBU

Uma ocorrência registrada na 4ª Delegacia de Defesa da Mulher na Zona Norte de São Paulo, no mês de fevereiro, aponta um suposto crime sexual ao zagueiro Robson Bambu, recentemente contratado pelo Corinthians.

Uma jovem de 25 anos acusa o atleta de estupro de vulnerável em caso que teria ocorrido no dia 3 de fevereiro. O crime teria acontecido após Robson, a vítima, uma amiga da vítima e um amigo do jogador terem aproveitado uma festa em uma casa noturna no bairro do Tatuapé, Zona Leste de São Paulo.

A mulher que acusa o atleta corintiano afirma que houve ingestão de bebidas alcoólicas por todos, que posteriormente se dirigiram a um hotel na mesma região e que houve relação consensual entre a denunciante e o amigo de Bambu e que o zagueiro foi para outro quarto com a amiga da vítima.

No entanto, a autora da denúncia relata que dormiu e quando acordou viu o jogador nu, sobre ela e introduzindo o dedo em seu órgão genital. De acordo com o relato em processo, o colega do jogador estava no quarto e observou todo o ato.

A amiga da vítima prestou depoimento à Polícia Civil de São Paulo, confirmou que manteve relações sexuais com Robson Bambu de forma consensual, mas que após acordar ouviu batidas na porta vindo da mulher que acusa o atleta corintiano, que relatou o crime sexual sofrido. Após isso ambas deixaram o local do suposto crime via carro de aplicativo.

No dia 14 de fevereiro, Bambu prestou depoimento a 5ª Delegacia Seccional - Leste, no bairro do Tatuapé, em São Paulo, e negou que tenha cometido o estupro. O jogador admite ter ido ao hotel com um amigo, a denunciante e uma amiga dela, mantido relações sexuais de forma consensual com a amiga da suposta vítima, mas nega ter ido ficado nu e praticado atos libidinosos com a jovem que o acusa.

No dia 8 de março, as investigações da Polícia Civil foram concluídas. Agora, a delegada Katia Domingues Salvatori, da 5ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, enviará um relatório sobre o caso e caberá ao Ministério Público e, então, a promotoria decidirá se abrirá denúncia ou arquivará o inquérito.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários