Galvão Bueno volta a falar sobre os episódios de violência no futebol: 'Não vamos dar holofote'
Lance!
Galvão Bueno volta a falar sobre os episódios de violência no futebol: 'Não vamos dar holofote'


Há duas semanas atrás, Galvão Bueno fazia um desabafo sobre os episódios de violência no futebol . No entanto, durante o programa 'Bem, Amigos!' desta segunda-feira (21/03), o apresentador relembrou o discurso que havia feito, citou novos casos lamentáveis que ocorreram recentemente e disse que não vai dar 'holofotes' para essas pessoas.

- Eu citei os horrores do que vinham acontecendo no futebol e os horrores da guerra que pareciam não comover esses falsos torcedores. Mas hoje vai ser diferente. Não vamos dar o holofote ao maluco que jogou o celular no rosto do Lucas Silva e nem o racista que ofendeu o Samuel Santos do Londrina - disse Galvão Bueno.

Os casos citados por Galvão ocorreram no último final de semana. Durante a partida entre Internacional x Grêmio, realizada no Beira Rio, um torcedor colorado arremessou um celular no rosto do volante Lucas Silva, que precisou ser atendido e deixou o campo com o nariz sangrando. Na Arena da Baixada, durante o jogo entre Athletico-PR x Londrina, um torcedor do furacão proferiu ofensas racistas ao jogador Samuel Santos, que relatou o caso e prestou depoimento na delegacia.

Nas últimas semanas, episódios de violência cercaram o mundo do futebol. Bombas dentro de ônibus, invasão de campo, ameaças e brigas generalizadas causaram muito espanto aos amantes de esporte.

Durante mais uma semana de confrontos decisivos nos Campeonatos Estaduais, em que clubes rivais novamente irão se enfrentar, a esperança é que episódios de violência possam ser evitados. A questão da segurança nos estádios e a falta de impunidade foram temas muito debatidos nas redes sociais nos últimos dias.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários