Thiago Rodrigues vê bom padrão de jogo do Vasco e exalta festa da torcida após eliminação no Carioca
Luiza Sá
Thiago Rodrigues vê bom padrão de jogo do Vasco e exalta festa da torcida após eliminação no Carioca


O Vasco lutou, mas não conseguiu superar o Flamengo e perdeu novamente por 1 a 0, sendo eliminado na semifinal do Campeonato Carioca. Após a partida, o goleiro Thiago Rodrigues exaltou a atuação da equipe e falou sobre o padrão que o time precisará seguir para a sequência da temporada. Após a queda na Copa do Brasil, o único desafio na temporada será a Série B do Brasileirão. Por isso, a equipe terá três semanas de treinamentos.

- Saímos satisfeitos, mas não completamente porque queríamos a classificação. Quando se joga um clássico tem que ser dessa forma. Mas temos que tirar as coisas boas, saber que nosso padrão de jogo é daí para cima e pensar nos próximos compromissos. É esse padrão que o Vasco vai precisar, de ser protagonista, vestir a camisa, entender o que é Vasco e prosseguir. A Série B é outra competição, tem que virar a chave. Entender o que é Vasco em um torneio que o time entra como protagonista e equipe grande. É um jogo mais aguerrido, mais competitivo. Evoluindo a parte técnica e juntando com a parte de espírito e motivação que tivemos hoje, temos grandes chances - avaliou.



Assim como Nene , Thiago também exaltou a participação da torcida ao longo da partida. Mesmo em menor número, os vascaínos fizeram bastante barulho até quando o jogo terminou.

- A participação deles é fundamental. Entendemos que são o 12º jogador para nos incentivar. Eles fizeram uma festa linda para nós ontem em São Januário e o padrão é esse. É uma equipe qualificada, sabemos que a Série B é outro tipo de jogo e temos que ser protagonistas, entrar para buscar o título e, consequentemente, o acesso. Crescemos no jogo para eles, buscamos por eles. Quando você entra no campo, vê o número dos caras e a torcida faz o que faz ali. Teve uma hora que só ouvi nós gritando. No futebol antigo, que tinha a geral do Maracanã, você via aquela torcida que contagiava, entrava em campo e nosso torcedor consegue passar isso. Infelizmente não foi possível. Nossa torcida é única e está de parabéns pelo que fizeram - exaltou.

A semana do Vasco também foi marcada pela visita dos executivos da 777 Partners, possíveis compradores da SAF, que chegaram ao Rio de Janeiro na última quinta-feira para conhecer as instalações do clube e os atletas, além de fazer reuniões para entender a realidade. O goleiro falou com empolgação sobre o novo momento.

- Foi muito boa a conversa. Tudo que vem para agregar coisas boas e crescimento ao Vasco sempre é válido. É importante para a sequência do ano. Estamos esperançosos para o que vem para nós de forma estrutural também. O que for fortalecer um gigante como o Vasco é bem vindo - afirmou.

O Vasco agora inicia a preparação para o Campeonato Brasileiro. O time tem três semanas de treinos até o início da Série B, previsto para o dia 9 de abril.

- Preparação total. São três semanas para ajustar, criar o espírito cada vez mais, ajustar, entender os conceitos do Zé. Queremos chegar muito bem na estreia, fazer uma grande Série B. São 38 jogos para dar a vida, deixar tudo em campo e o Vasco tem que pensar nisso desde agora. A preparação é fundamental. Técnica sem sacrifício não vale nada. Temos que ter os dois para buscar os objetivos.

- Não se pode esquecer que esse grupo tem menos de três meses, foram muitos jogadores novos. Para início sabemos que tínhamos grandes objetivos para conquistar o Carioca, mas levando em consideração que não é tão fácil assim a adaptação e o entrosamento, entendemos que podemos mais. Hoje, mostramos. O padrão é esse - finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários