De olho na virada, Vasco precisa ser mais rápido e eficiente no ataque e marcar forte contra o Flamengo
Lance!
De olho na virada, Vasco precisa ser mais rápido e eficiente no ataque e marcar forte contra o Flamengo


Em desvantagem, o Vasco precisa iniciar a partida contra o Flamengo, neste domingo, às 16h, no Maracanã, de maneira diferente. Marcar forte e não dar espaço para o forte ataque do adversário, porém ser mais rápido e eficiente nas transições ofensivas. Ficar apenas atrás como aconteceu no primeiro tempo da última quarta-feira não levará o clube à final do Carioca.

O técnico Zé Ricardo sabe que a estratégia de esperar o adversário e explorar os contra-ataques não surtiu efeito. Mesmo escalando Weverton mais à frente, fazendo uma dobradinha com Léo Matos, o lado direito foi nulo no apoio. O time pouco incomodou o adversário no primeiro tempo e só conseguiu finalizar mais na volta do intervalo.



No entanto, ainda é pouco para um time que agora precisa sair de campo com dois de diferença sobre o rival. Uma das grandes dificuldades do time neste início de temporada tem sido justamente o setor de criação. Em determinados momentos, apenas Gabriel Pec se torna uma válvula de escape com velocidade, e o time fica desequilibrado, atacando apenas por um lado.

Esses problemas também resultaram em péssimas atuações contra Ferroviária e Juazeirense, pela Copa do Brasil - o que gerou também uma eliminação precoce. Faltam poucas semanas para o início da Série B - principal objetivo do clube no ano. O jogo deste domingo servirá também como um teste importante para o elenco, que ainda não venceu clássicos na temporada.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca

A tendência é que Figueiredo, que entrou bem na primeira partida, ganhe uma chance. Apesar de atuar como centroavante e se destacar na Copinha, deve ser utilizado no lado de campo. Forte fisicamente, pode dar mais opção pela ponta e mostrou que busca constantemente a finalização. Raniel precisa segurar mais essa bola na frente, para tabelar com quem vem de trás.

Um aspecto importante é a saída de bola, seja com os zagueiros ou volantes. Ela necessita ser mais rápida e ter mais qualidade para que Nene tenha condição de dar sequência às jogadas. O camisa 10 foi bem marcado no primeiro jogo e a bola pouco chegou para ele decidir com um passe para furar a linha defensiva rubro-negra.

Além das questões táticas e técnicas, a parte mental é extremamente importante em um clássico decisivo. No treino que antecede o jogo, a linda festa da torcida e a presença dos sócios da 777 Partners - que pretende adquirir 70% da SAF vascaína - podem ter fortalecido o grupo. O foco tem que ser total no jogo e na possibilidade de dar alegria ao torcedores apaixonados semanas antes da Série B.

+ Na véspera da semifinal, Vasco faz treino aberto à torcida em São Januário

Apesar da notória diferença, futebol é um esporte apaixonante e clássico tem toda uma atmosfera especial. O Vasco, na temporada passada, derrotou esse mesmo Flamengo por 3 a 1, sob o comando de Marcelo Cabo. Em campo, com estratégias e táticas bem montadas, as diferenças podem diminuir e a equipe com o elenco mais carente de recursos pode ser competitiva e surpreender.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários