João Paulo cobra diretoria após eliminação:
LANCE!/DIARIO DO PEIXE
João Paulo cobra diretoria após eliminação: "Vai ter que se mexer"


A diretoria do Santos não foi cobrada apenas pelos pouco mais de 10 mil torcedores que estiveram presentes na Vila Belmiro neste sábado para acompanhar o jogo contra o Água Santa. O goleiro João Paulo engrossou o coro.

Em entrevista para a HBO Max, ainda no gramado, enquanto ouvia ao fundo os gritos de cobrança da torcida contra o presidente Andres Rueda, o capitão foi questionado sobre o sentimento após a vitória por 3 a 2 sobre o Água Santa, insuficiente para a classificação às quartas de final.

"O sentimento é igual ao do torcedor, é de tristeza. Traçamos um objetivo e, infelizmente, não alcançamos. Eles estão corretos de cobrar a gente", comentou o camisa 34, para, na sequência, dar o recado à direção.

"Vamos ter que trabalhar bastante, e a diretoria vai ter de se mexer e trazer algumas peças importantes. Nosso grupo é jovem e vamos resolver alguns jogos, mas não todos. Futebol pede regularidade", concluiu.

Protestos

Enquanto João Paulo concedia entrevista, o torcedor cobrava forte a diretoria e também os próprios jogadores que ainda estavam no gramado da Vila Belmiro.

"Time sem vergonha", "Não é mole não, tem que honrar a camisa do Peixão" e pedidos de respeito foram gritados a plenos pulmões. E ganharam força nas palavras do principal jogador do Santos no campeonato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários