Em meio à críticas por eliminação na Libertadores, Fluminense vira a chave para semifinal do Carioca
Lance!
Em meio à críticas por eliminação na Libertadores, Fluminense vira a chave para semifinal do Carioca


A última quarta-feira mudou os rumos do Fluminense nesta temporada. Depois da eliminação na Libertadores , o maior objetivo do clube, o elenco precisa virar a chave para enfrentar o Botafogo, nesta segunda, pela semifinal do Carioca. Em meio ao clima de insatisfação por parte da torcida, o Tricolor poderá se apoiar no aproveitamento em clássicos para focar no título estadual.

Embora os planos não tenham ocorrido como planejado no torneio continental, a situação do Flu no Carioca é outra. O time conquistou a Taça Guanabara com uma rodada de antecedência, e teve a defesa menos vazada do turno. Em 11 jogos, o Tricolor acumulou nove vitórias, um empate e uma derrota, tendo vencido todos os clássicos da primeira etapa. Por ter encerrado em primeiro lugar, a equipe também tem a vantagem do empate na semifinal.

Contudo, a relação com a arquibancada mudou drasticamente desde a última rodada da Taça Guanabara. Horas antes do Fluminense enfrentar o Boavista, no Estádio Elcyr Resende, a notícia da venda de Luiz Henrique foi divulgada e comoveu parte da torcida , que criticou o valor da transação. No jogo, o Tricolor poderia ter igualado o feito do elenco de 1919 ao acumular 13 vitórias seguidas, mas o time alternativo terminou empatado com o adversário.

Depois da eliminação, o elenco que foi ao Paraguai ainda foi cobrado por torcedores que os esperavam no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O atacante Gabriel Teixeira chegou a ser agredido, e o Fluminense emitiu uma nota repudiando o episódio. Felipe Melo e Abel Braga chegaram a conversar com o grupo que estava no local.

> Veja e simule a tabela do Carioca

Um dia após a confusão no desembarque, na última sexta, os jogadores se apresentaram no CT Carlos Castilho para iniciar a preparação para o duelo contra o Botafogo. Na história do clássico-vovô, o Fluminense mantém a invencibilidade desde 2019. Neste ano, chegou a sofrer o gol inicial, mas reverteu o placar para 2 a 1. Porém, apesar da vantagem, os acontecimentos recentes podem pesar na competição, em especial na relação com a arquibancada.

Leia Também

Ainda que o título do Carioca não tenha o peso da participação na Libertadores, a conquista tem um peso para o clube, que não vence o campeonato desde 2012. De lá para cá, o Tricolor participou de diversas finais, e chegou a conquistar um dos turnos, mas não levou o estadual. Desta forma, o desempenho no torneio pode servir como um recomeço para o ano do Flu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários