Luciano marcou um dos gols da vitória do São Paulo
Foto: Rubens Chiri / São Paulo
Luciano marcou um dos gols da vitória do São Paulo


O São Paulo venceu o Botafogo-SP por 2 a 1, na tarde deste sábado (19), no Estádio do Morumbi, em última partida válida pela fase de grupos do Campeonato Paulista 2022.

SÃO PAULO COMEÇA NO ATAQUE E RIGONI ABRE O PLACAR
O Tricolor paulista começou a partida com a posse de bola e bastante presente no ataque, com uma atitude ofensiva. Em menos de cinco minutos de jogo, Nathan abriu espaço para a Rigoni, que abriu o placar com um cruzamento da intermediária. A bola passou por vários jogadores, atrapalhou o goleiro da equipe adversária e foi quicando para o fundo das redes.

TRICOLOR DOMINA A POSSE DE BOLA E BOTAFOGO-SP SENTE DIFICULDADES PARA AVANÇAR
Após o primeiro gol da equipe são-paulina, o Botafogo-SP sentiu dificuldades para avançar e encontrar espaços na equipe adversária. O São Paulo dominou na posse de bola e conseguiu ocupar melhor o campo de ataque após abrir o placar, em busca do segundo gol para dar tranquilidade ao time.

O time da casa quase ampliou o placar aos 21 minutos de jogo. O atacante Calleri criou uma chance perigosa em cima da Pantera, mas foi defendida pelo goleiro Deivity.

RIGONI PERDE UMA GRANDE CHANCE DO GOL PARA O SÃO PAULO
Com um bom passe de Calleri, sem marcação, Rigoni recebeu a bola livre, com o gol aberto, mas bateu para fora e perdeu uma oportunidade inacreditável de marcar o segundo gol para a equipe do Tricolor paulista, que seria, também, seu segundo gol no jogo.

O Tricolor paulista criou chances na parte final da primeira etapa da partida, com bastante presença na área da Pantera, oferecendo perigo constantemente, mas perdeu diversos gols. O São Paulo passou perto de aumentar sua vantagem, mas terminou os primeiros 45 minutos com vantagem mínima.

Fim do primeiro tempo.

Leia Também

SEGUNDO TEMPO COMEÇA COM BOTAFOGO-SP TENTANDO AVANÇAR
O segundo tempo começou com o Botafogo-SP tentando avançar e buscar chances de empate. A equipe disparou e Bruno Michel, camisa 30 do Pantera, tentou marcar, porém, sua tentativa foi barrada por Thiago Couto, que fez uma boa defesa.

DEIVITY DEFENDE PÊNALTI COBRADO POR NIKÃO
Após confirmação de pênalti para o São Paulo, sem Reinaldo, Nikão realizou a cobrança no canto direito, mas foi defendido pelo goleiro Deivity.

BOTAFOGO-SP TENTA AVANÇAR NO PLACAR E CONSEGUE EMPATAR
Em um contra-ataque do Pantera, Bruno Michel avançou e ficou sozinho com Thiago Couto, tentou finalizar, mas a bola bateu na trave. Porém, o Botafogo-SP conseguiu controlar um pouco mais a partida e crescer nas jogadas.

Jean Victor dominou a bola, que bateu na trave, e logo depois entrou no gol do Tricolor paulista, que conseguiu garantir o empate.

SÃO PAULO PERDE O RITMO DE JOGO, MAS LUCIANO MARCA
Após pênalti perdido por Nikão, o São Paulo perdeu o ritmo de jogo, mas não conseguiu voltar a avançar e nem a encontrar espaços na defesa do adversário.

Porém, Welington realizou um cruzamento para Alisson, que tentou finalizar, mas bateu na trave. Luciano, que entrou no segundo tempo, conseguiu alcançar a bola a tempo e marcou o segundo gol do Tricolor paulista no jogo. Este foi o primeiro jogo do camisa 11 na temporada 2022 pelo São Paulo.

O Tricolor voltou a dominar a partida nos últimos minutos e tentou buscar um possível terceiro gol para a equipe, mas sem sucesso.

Fim da partida e vitória para o São Paulo.

Leia Também

SÃO PAULO 2 X 1 BOTAFOGO (SP)
Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data e horário: 19 de março de 2022, às 16h
Árbitro: Thiago Luis Scarascat
Assistentes: Luiz Alberto Andrini Nogueira e Daniel Luis Marques
VAR: Rafael Gomes Felix da Silva
Gols: Rigoni (04'/1º T) 1-0, Jean Victor (21´/2ºT) 1-1, Luciano (40´/ 2ºT) 2-1
Cartões amarelos: Jean
Cartões vermelhos: -
Público e renda: 21.827 torcedores / R$ 645.566,00

SÃO PAULO
Tiago Couto, Nathan (Talles, no intervalo), Arboleda, Miranda, Weligton, João Moreira, Patrick (Luciano, no intervalo), Igor Gomes, Alisson, Calleri (Nikão, no intervalo), Rigoni (Juan, aos 29´/2ºT). Técnico: Rogério Ceni.

BOTAFOGO-SP
Deivity, Marlon (João Lucas, aos 44´/2ºT), Joseph, Joaquim, Jean, Tárik, Fillipe Souto, Emerson Santos, Bruno Michel, Matheus Carvalho (Tiago Reis, aos 18'/2ºT), Dudu (Mantuan, aos 29'/2ºT). Técnico: Leandro Zago.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários