Goleiro Marcos sai em defesa de Gabigol: 'continuem artilheiros, façam festas '
Lance!
Goleiro Marcos sai em defesa de Gabigol: 'continuem artilheiros, façam festas '


Goleiro pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira, Marcos, demonstrou sua indignação com a acusação da comemoração do atacante Gabigol do Flamengo. O jogador foi denunciado pelo TJD do Rio de Janeiro por comemorar seu gol em frente à torcida do Vasco, na vitória por 1 a 0 no duelo de ida da semifinal do Campeonato Carioca, na última quarta-feira (16).

Após converter um pênalti em favor do Flamengo, o camisa 9 colocou as mãos no ouvido e fez sua comemoração característica em frente ao setor sul, local destinado aos vascaínos. A atitude do atacante foi vista como uma provocação.

Através das suas redes sociais, Marcos externou a sua opinião sobre o caso e fez fortes críticas à situação, de acordo com o ex-goleiro, a paixão pelo esporte passa pela raiva em ver os adversários festejarem.

- Atenção: daqui a pouco vão falar que essa comemoração ofende as pessoas que não tem braços, a dança ofende quem não sabe dançar, a mão na orelha, ofende os surdos, a comemoração do Hulk ofende quem não tem músculos, e assim vai, faz o gol, pede desculpas ao adversário , isso vai ser lindo, o politicamente correto enchendo o s*** até nas comemorações, ahh, vai se lascar, continuem artilheiros, façam festas nas comemorações, nossa paixão pelo esporte passa pela raiva em ver os adversários comemorarem e a felicidade de comemorar um gol do nosso time, prazer, FUTEBOL - escreveu Marcos, fazendo menção à comemoração de Gabi.

Após saber da denúncia, Gabigol relembrou episódios em que não houveram punição e ironizou a situação.

- Denunciado por fazer gol, ok! Ser chamado de macaco, jogar água e tênis, pode, vamboraaaa HAHAHAHAHAHA - escreveu o jogador nas redes sociais.

Leia Também

Se punido, o artigo 258 prevê suspensão de dois a seis jogos para o atacante do Flamengo. O caso será julgado na segunda-feira, dia 21, portanto Gabigol está à disposição de Paulo Sousa para o clássico de domingo, às 16h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários