Confederação de Boxe anuncia dois eventos no Parque Olímpico da Barra
Lance!
Confederação de Boxe anuncia dois eventos no Parque Olímpico da Barra


O boxe é mais uma modalidade a firmar parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania para a realização de eventos esportivos no Parque Olímpico da Barra, principal legado de infraestrutura dos Jogos Rio 2016. Nesta quarta-feira (16.03), a boxeadora Beatriz Ferreira, medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio e campeã mundial, pan-americana e sul-americana da categoria peso leve, visitou a Secretaria Especial do Esporte, em Brasília, acompanhada do presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe), Marcos Brito. Eles foram recebidos pelo secretário Especial Adjunto do Esporte, André Alves, e pelo secretário de Alto Rendimento da pasta, Bruno Souza.

Em julho, a CBBoxe organizará dois grandes eventos no Velódromo, um dos quatro equipamentos administrados pela Secretaria Especial do Esporte no Parque Olímpico, ao lado das Arenas Carioca 1 e 2 e do Centro Olímpico de Tênis.

O primeiro será o Campeonato Brasileiro Elite Masculino e Feminino de 2022, entre 1 e 10 de julho. Logo depois, entre 11 e 17 de julho, haverá o Grand Prix Internacional, que além dos atletas brasileiros contará com três equipes estrangeiras.

"Eu quase não tenho campeonatos aqui no Brasil e participar desse evento internacional é algo que me deixa feliz. Toda forma de aprimorar e divulgar o nosso esporte é importante. Poder lutar sem precisar ir para fora para ter essa qualidade de preparação é algo muito positivo", afirmou a vice-campeã olímpica.

Para André Alves, o boxe é uma modalidade com potencial enorme de crescimento no Brasil e os resultados recentes provam isso. "Nossos boxeadores foram destaque nas últimas três edições dos Jogos Olímpicos. Ganhamos três medalhas em Londres 2012 (bronze com Adriana Araújo e Yamaguchi Falcão e prata com Esquiva Falcão), tivemos um campeão olímpico no Rio 2016 (Robson Conceição) e outro em Tóquio 2021 (Hebert Conceição), além da prata da Bia Ferreira", recordou o secretário.

"Apoiar uma modalidade como essa é nossa obrigação e vamos trabalhar para, além de ajudar a trazer competições internacionais para o Brasil, de preferência para o Parque Olímpico, apoiar a preparação dos atletas do alto rendimento e o fomento do boxe junto aos mais jovens", completou André Alves.

Para o presidente da CBBoxe, a aproximação entre confederação e poder público é inédita. "A importância dessa sinergia é enorme. Há uns dois anos, o Bruno visitou nossa sede. Foi a primeira vez que um secretário nos visitou. Ele chegou e disse: 'Quero conhecer o que vocês fazem e ver como podemos ajudar'. Para nós, foi uma surpresa excelente. Daí para frente, esse contato só tem aumentado", lembrou Marcos Brito.

Para Brito, a maior divulgação do boxe por meio desses eventos é fundamental no processo de renovação e descoberta de talentos e no resgate de jovens em áreas de maior vulnerabilidade. "Nosso perfil de atleta vem de classe social mais carente. O esporte é um transmissor de valores sociais e resgata crianças de situações de risco. Praticando esporte e estudando não tem como dar errado".

Para o secretário Bruno Souza, o Governo Federal tem tido sucesso em buscar parcerias para que o Parque Olímpico seja, cada vez mais, a casa dos grandes eventos esportivos do país. "Apenas neste ano teremos mais de 50 campeonatos, nacionais e internacionais, no Parque Olímpico, de diversas modalidades olímpicas e paralímpicas. O Parque 'está On' e vamos seguir nesse trabalho", disse Bruno.

"O Parque Olímpico é maravilhoso, tem que ser utilizado em larga escala. Para nós, do boxe, significa demais. A partir deste ano, vamos implementar uma política de trazer eventos internacionais do boxe para cá", afirmou Marcos Brito.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários