Antiga condenação de dono da 777 Partners ganha redes sociais
Lance!
Antiga condenação de dono da 777 Partners ganha redes sociais


A chegada dos executivos da 777 Partners ao Rio fez chegar às redes sociais do Brasil uma condenação antiga de Josh Wander. O sócio principal da empresa que tem encaminhada a compra da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Vasco foi condenado por tráfico de cocaína há quase 20 anos. O "ge" publicou a história primeiramente.

A quantidade de 31 gramas resultou numa acusação, em 2003, ao então estudante. No ano seguinte, ele foi condenado à pena de liberdade condicional, já cumprida. Vale ressaltar que o caso em nada impede, legalmente, a negociação da 777 com o Cruz-Maltino.



- Esta única acusação de delito de aproximadamente 20 anos atrás é história antiga. Josh, há muito tempo, deixou este pequeno incidente para trás e progrediu para se tornar o co-fundador da 777 Partners, transformando-a em uma das mais bem sucedidas empresas no ramo - respondeu a empresa em nota oficial.

De todo modo, a situação foi polemizada nas redes sociais. Opositores à criação e venda da SAF criticaram, e apoiadores minimizaram o ocorrido, citando, principalmente, a quantidade. O Vasco entende ser caso particular, por isso não vai se manifestar.

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

A 777 veio ao Rio em comitiva de executivos. Chegou no início da manhã da última quinta-feira, conheceu sedes do Vasco, teve contatos com jogadores . Na semana que vem, uma reunião do Conselho Deliberativo do clube vai dar mais um passo rumo ao novo tempo do futebol vascaíno.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários