Xingamentos a Mário e briga entre torcedores e seguranças: Fluminense desembarca após eliminação
Luiza Sá
Xingamentos a Mário e briga entre torcedores e seguranças: Fluminense desembarca após eliminação


O clima foi tenso e de violência no desembarque do Fluminense no Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira após a eliminação para o Olimpia (PAR) na terceira fase da Libertadores. Com direito a briga entre torcedores e muita hostilidade com os jogadores e principalmente com o presidente Mário Bittencourt, o time chegou no Aeroporto do Galeão por volta de 5h30. O Tricolor caiu nos pênaltis depois de perder no tempo normal por 2 a 0.

O volante Felipe Melo e o técnico Abel Braga chegaram a parar para conversar com o grupo de 15 a 20 tricolores presentes no local. Os primeiros problemas começaram ainda antes de o time aparecer no desembarque, com desentendimentos entre seguranças e torcedores. Isso foi se estendendo durante todo tempo e chegou ao combate físico em diversos momentos.



Gabriel Teixeira, que perdeu uma chance clara de gol já no segundo tempo, também foi um dos alvos. Mas o presidente do Flu, Mário Bittencourt, acabou sendo o mais xingado. Ele foi o último a deixar o aeroporto por questões de segurança, mas chegou a ser encurralado em um canto do lado de fora antes de entrar em um carro e deixar o local.

Depois da eliminação na Libertadores, o Fluminense volta a as atenções para o Campeonato Carioca, onde disputa a semifinal na próxima segunda-feira, contra o Botafogo, às 20h, no Estádio Nilton Santos. Como caiu na terceira fase, o Tricolor vai jogar a Copa Sul-Americana. O sorteio é no dia 25.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários