Após situações encaminhadas, Botafogo ainda quer lateral-esquerdo e meia para o Brasileirão
Sergio Santana
Após situações encaminhadas, Botafogo ainda quer lateral-esquerdo e meia para o Brasileirão


O Botafogo agita o mercado da bola. Já são três reforços confirmados e a possibilidade de chegar mais: o clube negocia com Luís Oyama , Patrick de Paula e Victor Sá . O Alvinegro não deve parar por aí e tem mais duas prioridades para o Campeonato Brasileiro: lateral-esquerdo e meio-campo.

+ Pé na porta: Botafogo vai gastar R$ 50 milhões com primeiras contratações para o Brasileirão

Os dois setores são considerados como prioridades para esse período de curto prazo e o clube busca nomes visando a competição nacional. Nomes que encaixam no modelo de jogo já foram mapeados e consultas iniciais com atletas das posições já foram realizadas.



Fernando Marçal, como o LANCE! publicou, é um nome que o Botafogo negocia para a lateral-esquerda . O defensor do Wolverhampton-ING, contudo, viria apenas em junho, ao final da temporada europeia. O Alvinegro quer outro atleta para o setor agora - a tendência é que seja um jogador mais novo.

O meio-campo é uma posição considerada com poucas opções e que precisa de mais alternativas para aguentar a temporada. Há um 'senso de urgência', mas menor do que em outros setores - como a própria lateral-esquerda e na volância, onde o Botafogo negocia com Patrick de Paula e Luís Oyama.

Se a ideia de John Textor era trazer de seis a oito jogadores para o Campeonato Brasileiro este número deve ser batido. Philipe Sampaio, Lucas Piazon e Renzo Saravia já foram oficializados e treinam com o elenco.

Vale lembrar que essas posições são pensadas a curto prazo, para o Brasileirão. O Botafogo pensa em mais nomes para julho, quando a temporada europeia acaba - esses jogadores, obviamente, não reforçariam o time neste momento. Esses são os casos de Edinson Cavani, grande sonho de Textor , e Eran Zahavi , que tem conversas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários