ANÁLISE: São Paulo mostra eficiência dos laterais em vitória
Gabriel Santos
ANÁLISE: São Paulo mostra eficiência dos laterais em vitória


O São Paulo fez uma boa partida na vitória sobre o Manaus, por 2 a 0, em jogo que garantiu o time na terceira fase da Copa do Brasil. Mesclando o time, o técnico Rogério Ceni escalou alguns jogadores que não vinham sendo titulares, como Andrés Colorado e Nikão.

Sabendo que ia enfrentar uma equipe fechada que apostaria nos contra-ataques, Ceni escalou dois laterais ofensivos: Reinaldo e Rafinha. A dupla conseguiu bons lances e consequentemente, deu as duas assistências para os gols.

A primeira foi de Rafinha, que bateu cruzado para Eder completar. Logo depois, Reinaldo bateu escanteio na cabeça de Diego Costa, que subiu para fazer o segundo. Os tentos foram marcados no primeiro tempo, em que o São Paulo praticamente não levou sustos e só não fez mais por conta dos erros de finalizações e boas defesas do goleiro Pedro.

Jà no segundo tempo, o ritmo da equipe foi outro. Se na etapa inicial, o Tricolor tinha dado seis chutes, sendo quatro no gol, nos últimos 45 minutos, foram apenas quatro finalizações, com duas certas. Rogério aproveitou para rodar o elenco e dar mais minutos para jogadores que vem de lesão, como Patrick e Luciano.

No fim da partida, já com o jogo controlado, Ceni promoveu a entrada do volante Luan, que não entrava em campo desde outubro do ano passado. O jogador foi muito aplaudido pela torcida e até arriscou um chute de fora da área, que o goleiro defendeu.

Resultado bom, com uma atuação que, se não empolgou, pelo menos mostrou segurança no trabalho de Ceni, que agora tem o Campeonato Paulista pela frente para dar ainda mais o seu estilo ao time.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários