Renato Augusto diz que manteve a sua função mesmo com a chegada de Vítor Pereira ao Corinthians
Lance!
Renato Augusto diz que manteve a sua função mesmo com a chegada de Vítor Pereira ao Corinthians


A chegada de Vítor Pereira ao comando técnico do Corinthians gerou algumas mudanças na postura do time, o que não afetou diretamente o meia Renato Augusto.

O camisa 8, que é uma das principais referências técnicas e liderenças de experiência no Timão, destacou o trabalho do treinador português no clube alvinegro nas últimas três semanas, mas destacou que a sua função em campo segue a mesma.

Renato admite que precisou se adaptar a algumas filosofias de Vítor Pereira, mas que o modelo de trabalho do técnico não é novo para o atleta, que já participou de métodos semelhantes com outros profissionais, e disse gostar do estilo de jogo que o seu atual comandante trabalha.

> TABELA - Confira e simule os próximos jogos do Corinthians no Paulistão
> GALERIA - Hoje, Raphael Veiga ou Renato Augusto? Redação do LANCE! opina

- Tecnicamente não mudou tanta coisa, porque mantive a função. Ele (Vítor Pereira) tem alguns jeitos diferentes de saída de bola e até de finalizar as jogadas, então procurei entender. Me sinto bem da forma que ele joga, joguei assim antes com outros treinadores, e para mim não é nenhuma surpresa e novidade - disse Renato em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (16).

Ainda assim, Renato Augusto disse que bateu um papo com o Vítor Pereira sobre estilo de jogo. O central corintiano destacou que gosta de jogar ofensivamente, o que combina com o estilo de jogo que VP trouxe às suas equipes durante a carreira, e que o próprio treinador já pontuou que buscará implementar no Timão.

- Eu conversei bastante com ele (Vítor Pereira) quanto a forma de jogar, forma que eu gosto, buscar sempre estar com a bola, jogando com intensidade, agredindo bastante o adversário. Estamos longe do que podemos render, porque houve mudança grande da forma de jogar, pouco tempo, mas com jogadores inteligentes, que entenderam o que ele (Vítor Pereira) quer - afirmou o meia.

Os primeiros indícios de um Corinthians intenso já foram no clássico contra o São Paulo, que marcou a estreia de Vítor no Timão, onde mesmo com a derrota por 1 a 0, gol sofrido logo no primeiro minuto de jogo, a equipe corintiana se mostrou mais agressiva.

A confirmação do novo estilo de jogo corintiano, com Vítor Pereira , aconteceu no último sábado (12), quando o clube alvinegro goleou a Ponte Preta por 5 a 0, tomando as rédeas da partida durante os 90 minutos.

Agora, VP terá o seu maior desafio desde que assumiu o Corinthians, enfrentar o arquirrival do clube, Palmeiras, que atualmente é o time a ser batido no futebol brasileiro, já que é o atual bicampeão da Copa Libertadores.

- Fizemos um bom jogo (contra a Ponte), não foi perfeito, mas podemos evoluir bastante. Temos um clássico contra um time que está jogando há tempo se conquistou títulos importantes. Desafio para a fase final do Paulista - destacou Renato Augusto, que mesmo reconhecendo a boa atuação corintiana contra a Macaca alerta que o time ainda tem muito a evoluir.

- Fizemos um grande jogo (contra a Ponte), não quer dizer que o próximo jogo vai ser ainda melhor. Tem muita coisa para evoluir, mas com a qualidade que temos e o que ele (Vítor Pereira) quer, faremos um grande jogo. Só o jogo vai dizer para a gente - pontuou o camisa 8 do Timão.

De toda forma, Renato tem exercido papel de liderança no elenco corintiano desde o seu retorno ao clube, no segundo semestre do ano passado. E para ele, o mais importante que todo o time esteja confortável com as ideias implantadas por Vítor Pereira no elenco.

- Mas o mais importante não é o que eu sinto, mas o que a equipe sente. No último jogo parece que se sentiu bem, e agora tem outro jogo importante para a sequência do trabalho - trouxe Renato na coletiva.

O clássico entre Palmeiras e Corinthians, atrasado da sexta rodada do Paulistão, acontece às 20h30, desta quinta-feira (17), no Allianz Parque, que, embora seja a casa da equipe alviverde, registra mais vitórias corintianas no Dérbi. Desde 2015, foram 10 jogos, com quatro vitórias do Timão, três empates e três triunfos da equipe alviverde.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários