Cruzeiro: Ronaldo pede mudanças no acordo para concluir compra da SAF e sugere recuperação judicial
Valinor Conteúdo
Cruzeiro: Ronaldo pede mudanças no acordo para concluir compra da SAF e sugere recuperação judicial


O temor de que Ronaldo poderia desistir de comprar o Cruzeiro fez crescer a expectativa dos torcedores pelo pronunciamento do ex-jogador na noite desta terça-feira, em live no seu canal na plataforma Twitch. Durante um pouco mais de meia hora, Ronaldo explicou a situação que envolve a aquisição definitiva das ações da SAF do clube.

>>> Cristiano Ronaldo sofre com memes após eliminação do Manchester United na Champions; confira

O gestor cruzeirense voltou a pedir ao Conselho Deliberativo a aprovação da mudança no contrato de compra, passando para a SAF as Tocas da Raposa I e II, a fim de ter garantias de que as dívidas tributárias da associação coloquem em risco os centros de treinamento, como um possível confisco para quitar dívidas de impostos.

- Estamos negociando os termos para a compra definitiva da SAF. A reunião foi muito boa e tivemos um bom entendimento de que as medidas que estamos apresentando são as melhores opções para o futuro do clube - disse.

>>> Veja a tabela de classificação do Campeonato Mineiro e os próximos jogos

Ronaldo afirmou que, sem essas mudanças, o projeto será muito complicado e pediu que haja um pedido de recuperação extrajudicial e judicial do Cruzeiro.

- O mercado está esperando a nossa resposta, até em questão de patrocínios. A recuperação extrajudicial ou judicial é um instrumento legal, muito conhecido no Brasil, para ajudar instituições que estão passando por dificuldades financeiras. Com esse instrumento, a organização ganha mais tempo para pagar seus credores, sendo fiscalizado por profissionais do Judiciário - explicou.

O empresário, que também é dono do Valladolid, da Espanha, já está há 87 dias gerindo o Cruzeiro. A 34 dias para que o negócio seja lacrado, Ronaldo encontrou problemas na estrutura do negócio e quer a aprovação dos conselheiros de suas condições para seguir no acordo.

Atualmente, a associação do Cruzeiro acordou com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), em outubro de 2020, que a Toca I seria dada como garantia de pagamento caso as parcelas não sejam pagas. Assim, o centro de treinamento estará sujeito a execução.

Ronaldo quer assumir a responsabilidade de pagar parte da dívida tributária, renegociando mais uma vez por meio do Programa de Retomada do Setor de Eventos (Perse), mas os dois centros de treinamento (Toca 1 e Toca 2) deverão ser arrendados para a empresa.

Ronaldo diz que sem mudanças no contrato, a SAF não será possível no Cruzeiro-(Foto: reprodução/Ronaldo TV)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários