Sintonia! Corinthians aposta em boa relação entre Vítor Pereira e direção
Fábio Lázaro
Sintonia! Corinthians aposta em boa relação entre Vítor Pereira e direção


A conexão entre o técnico Vítor Pereira e o presidente do Corinthians , Duílio Monteiro Alves, foi algo que pesou na escolha do técnico português em dirigir o clube alvinegro, e agora empolga a direção corintiana quanto ao futuro do treinador no clube alvinegro.

O treinador preza muito pela palavra e as relações e, segundo informações obtidas pelo LANCE! , viu essas credenciais durante as tratativas com Duílio, surgindo a partir dali uma relação amistosa entre as partes. E esse relacionamento é tratado como um trunfo para que Vítor Pereira consiga desenvolver o seu trabalho no Timão com sucesso e um futuro longevo.

> TABELA - Confira a tabela e simule os jogos do Corinthians no Paulistão
> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Timão


As conversas entre Vítor e Corinthians iniciaram por mensagens em 3 de fevereiro, dia seguinte à demissão do ex-treinador Sylvinho, após uma derrota por 2 a 1, de virada, num clássico contra o Santos, na Vila Belmiro.

Nos dias seguintes, o contato com o português evoluiu para ligações, onde a primeira afeição por parte do Corinthians foi por conta do diálogo, tê-lo já foi uma vitória para os representantes corintianos, que estavam 'traumatizados' por conta de uma conversa com outro profissional, até mesmo anterior ao desligamento de Sylvinho, que foi considerada um monólogo.

Nos primeiros contatos por telefone, Vítor Pereira demonstrou conhecimento do Timão e do futebol brasileiro, o que também agradou a cúpula corintiana. Contudo, alegou questões familiares para não evoluir nas tratativas.

Ainda assim, ficou uma semente de desejo no treinador português em dirigir o Corinthians. A direção, através de intermediários, ficou sabendo disso e voltou a entrar em contato com Vítor Pereira, que já havia sido fisgado.

Para garantir a vinda de Pereira ao Timão, o presidente Duílio Monteiro Alves chegou até mesmo conversar com a esposa do treinador, que permanece em Portugal, para cuidar de questões particulares, e prometeu que o treinador não ficaria sozinho no Brasil.

Pessoalmente, após a chegada de Vítor em território brasileiro e o início dos trabalhos do CT Joaquim Grava, a proximidade da diretoria corintiana e as trocas com a comissão técnica tem sido benéficas para ambas as partes, estreitado cada vez mais as relações e gerado conforto para o técnico trabalhar.

A criação de um ambiente com relações de confiança, com foco no profissionalismo, algo que prega Vítor Pereira, demonstra o que o Corinthians deseja para que o trabalho do técnico gere frutos já a médio prazo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários