Papo com Helio Castroneves: 'Fazendo parte da história'
Lance!
Papo com Helio Castroneves: 'Fazendo parte da história'


Desde a minha coluna da semana passada até aqui, aconteceram algumas coisas muito legais e gostaria de dividir com os amigos do Lance!. No dia 3, em Indianapolis, foi apresentado o troféu da Indy 500, o Borg-Warner Trophy, já com minha quarta face esculpida, ao lado de todos os demais vencedores desde 1911. Já nesta terça-feira, 8, em Daytona, passei a fazer parte do Motorsports Hall of Fame of America, a mais prestigiada homenagem nos Estados Unidos para nomes do automobilismo.

Mas antes de falar com mais detalhes sobre essas duas ocasiões, quero prestar homenagens ao Dia Internacional da Mulher. Não seria o que sou sem minha mãe Dona Sandra, minha irmã Kati, minha companheira Adriana e minha filha Mikaella.

Voltando ao troféu, o evento foi realizado na sede do governo do estado de Indiana e contou com as presenças do governador Eric J. Holcomb, do presidente da Penske Entertainment Mark Miles, do presidente do Indianapolis Motor Speedway J. Douglas Boles e Michelle Collins, que é diretora de marketing da BorgWarner Inc.

Como vocês sabem, meu rosto já estava no troféu em três versões. A primeira retrata um Castroneves mais novinho, com 26 anos. Não teve muita mudança para a segunda escultura, pois tinha 27. Já a terceira mostra um rapaz de 34 anos. Nessa de agora, está lá uma pessoa de 46 anos, mas com a mesma garra, entusiasmo e velocidade daquele jovem de 20 e poucos anos. Mas é interessante como o artista conseguiu captar as marcas do tempo com muita perfeição.

Essa ação relativa ao troféu é muito significativa, entretanto, soma-se a diversas outras, pois o vencedor da Indy 500 não é festejado somente no dia da corrida, mas também durante o ano todo, até a disputa do próximo ano, e para além disso, como parte da história do esporte.

E por falar em fazer parte da história do esporte, foi uma honra muito grande integrar o Hall da Fama do Automobilismo dos Estados Unidos, em sua 34ª edição. Essa galeria reúne estrelas do passado e do presente, líderes da Indústria do Motorsport e lendas das pistas, de todos os segmentos do automobilismo.

Todo ano um grupo é introduzido no Hall da Fama e, nesse ano, muita gente importante fez parte da minha turma. A classe 2022 do Motorsport Hall of Fame of America (MSHFA) incluiu o projetista do Cobra Daytona campeão em 1965, Peter Brock (Sports Cars); a única pessoa na história a vencer os campeonatos da NHRA Top Fuel como piloto e chefe de equipe, Dick LaHaie (Drag Racing); os Davidsons & Harley, fundadores da Harley-Davidson; o construtor da NASCAR Banjo Matthews (Business); a cofundadora da Autoweek Denise McCluggage; Jack Roush, com mais de 300 vitórias na NASCAR, entre outros.

O bacana é que os novos membros são apresentados por astros que já fazem parte do Hall da Fama. São os padrinhos dos novatos, digamos assim. E o meu padrinho foi Roger Penske, o que selou com chave de ouro esse momento de muita felicidade.

Forte abraço a todos e até semana que vem.

* Helio Castroneves, especial para o LANCE!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários