Em clima de revanche, Fluminense conta com apoio da torcida e elenco experiente para superar o Olimpia
Lance!
Em clima de revanche, Fluminense conta com apoio da torcida e elenco experiente para superar o Olimpia


Invicto na Libertadores, o Fluminense precisa vencer apenas mais um adversário para chegar à fase de grupos. Porém, o time tem pela frente o Olimpia , que também vem fazendo boa sequência na temporada e eliminou o Tricolor na edição de 2013. Abel Braga, que comandava o clube na época, não poderá contar com Fred, único remanescente daquele elenco em campo, mas aposta na força da torcida e nos demais destaques do grupo para superar o retrospecto. O jogo será nesta quarta, às 21h30, no Estádio Nilton Santos.

LIBERTADORES DE 2013
​O único confronto entre Fluminense e Olimpia aconteceu nas quartas de final da Libertadores de 2013. Naquele ano, o clube era o campeão brasileiro e vinha de uma vitória sobre o Emelec, nas oitavas. Apesar do empate sem gols, em São Januário, pelo jogo de ida, o panorama não assustava.




Na partida de volta, no Defensores Del Chaco, o Tricolor abriu o placar e arriscou mais vezes. Porém, entre os 35 e 40 minutos do segundo tempo, o mandante aplicou a virada por 2 a 1. Depois disso, Olimpia conquistou o vice-campeonato da Libertadores.

Abel Braga, que fazia sua segunda passagem como técnico do Fluminense, lamentou a derrota. Mesmo reconhecendo o mérito do adversário, ele fez questão de destacar que o Flu havia dominado a partida.

- Saímos, mas de uma forma muito digna. No segundo tempo, eles chutaram só uma bola em nosso gol. Não é merecido pelo que lutamos. É uma dor irreparável. Ganharam, parabéns - desabafou após a eliminação.

A temporada, que prometia ser do Fluminense, desandou. Dois meses depois, Abel Braga foi demitido, encerrando dois anos à frente do elenco. No fim da campanha, o Tricolor brigou para não ser rebaixado e foi salvo pela punição à Portuguesa, que escalou um jogador irregular. Assim, o clube terminou em 15º lugar no Brasileiro.

LIBERTADORES DE 2022
​A situação agora é outra, em ambos os casos. O Flu vem de uma sequência de vitórias histórica, além do título da Taça Guanabara. Diferente do elenco de 2013, o grupo atual foi pensado para a competição, contando com jogadores experientes e que já chegaram até a final da Libertadores, a exemplo de Felipe Melo e Willian. Apesar da ausência de Fred, outros atletas têm se mostrado importantes para as decisões, como Germán Cano e Jhon Arias.

> Veja e simule a tabela do Carioca

Com mais de 30 mil ingressos vendidos, a torcida também será um fator decisivo no jogo de ida, assim como ocorreu na classificação sobre o Millonarios. Além disso, o adversário passa por um momento financeiro difícil e não pode contratar reforços, por conta de uma punição da FIFA. Assim, o elenco é formado essencialmente por jogadores da base, sem experiência em competições deste porte. Apesar dos problemas internos, o time também está invicto na Libertadores. De qualquer maneira, a melhor opção é sempre abrir vantagem em casa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários