Após período sabático, treinador brasileiro André Gaspar deseja voltar ao futebol
Lance!
Após período sabático, treinador brasileiro André Gaspar deseja voltar ao futebol


Depois de um longo período à frente de projetos na Ásia, o treinador brasileiro André Gaspar optou por priorizar a família em 2020, após o fim de seu vínculo como treinador do Al-Hazm, da Arábia Saudita. Depois do período sabático, intercalando estudos e atualizações em sua área de atuação, o profissional de 49 anos quer voltar à ativa.

> GALERIA - Os 20 jogadores mais valiosos de Real Madrid x PSG na Champions

Comandante do primeiro e único título da história do Daegu, da Coreia do Sul, na temporada 2018, Gaspar passou seis temporadas no exterior entre Coreia e Arábia Saudita.

Após sua chegada em 2015 ao Daegu como auxiliar-técnico, assumiu o comando da equipe em 2017 e dirigiu o clube à conquista da FA Cup no ano seguinte, classificando também a agremiação à sua primeira edição de Champions League Asiática.

- Da Coreia do Sul eu sou suspeito para falar, joguei três anos lá enquanto ainda era atleta, foi um país que mudou minha vida, pelo qual tenho um carinho muito grande. Como atleta tive sucesso e também na volta como treinador. Pegamos uma equipe desacreditada na segunda divisão e fizemos ela subir para a primeira. Fico muito feliz de ter feito parte disso e sei que as portas estão abertas para mim no clube e também no país - relembrou.

> TABELA - Confira e simule os próximos jogos da Champions League

Depois do descanso ao lado da família em solo brasileiro, Gaspar está decidido a voltar ao trabalho nesta temporada. Se a prioridade inicialmente era retornar ao mercado asiático, a pandemia e as dificuldades impostas por ela fazem o profissional não fechar as portas para o futebol brasileiro.

No Brasil, André Gaspar comandou o Bragantino na Série B de 2014 após longos anos como auxiliar-técnico do Massa Bruta.

- Deu para descansar bastante, o intuito na verdade era de esfriar a cabeça, estava há seis anos fora do país com uma filha pequena aqui no Brasil. Procurei ficar um pouco ao lado dela e da família. Tive anos difíceis. Agora é retomar, aproveitei também este tempo para poder estudar. A meta agora é retomar o trabalho, tinha a intenção de trabalhar fora do país novamente, mas como as coisas estão um pouco difíceis pela pandemia, também vamos abrir as portas para o mercado brasileiro. Tive uma passagem boa pelo Bragantino, e espero que o cenário por aqui também seja favorável - concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários