Vai sair? Diretor do São Paulo e Rogério Ceni falam sobre interesse europeu em Rodrigo Nestor
Lance!
Vai sair? Diretor do São Paulo e Rogério Ceni falam sobre interesse europeu em Rodrigo Nestor


Após ser destaque no São Paulo na partida contra o Campinense , válida pela Copa do Brasil , Rogério Ceni comentou sobre a possibilidade de Rodrigo Nestor deixar o clube.

A cria de cotia recebeu uma proposta do Dínamo de Kiev, clube ucraniano. Carlos Belmonte e Rogério Ceni comentaram sobre a possível sondagem.

De acordo com o diretor de futebol, quando receberam a proposta pelo atleta, a Ucrânia e a Rússia ainda não estavam em meio aos conflitos que enfrentam hoje. Mas ressaltou que o valor oferecido por Nestor foi abaixo do que era esperado.

+ Veja a tabela do Paulistão 2022 e simule os próximos jogos

- Quando recebemos a proposta, Rússia e Ucrânia não estavam em guerra. Analisamos apenas a proposta financeira naquele momento. Achamos que 5 milhões de euros pelo Rodrigo Nestor é um valor muito abaixo do que a gente espera em algum momento captar, porque reconhecemos nele um jogador de talento, que tem muito espaço para crescimento, pois é muito jovem. Então, o valor já não nos interessou naquele momento e agora isso nem entra mais em discussão. Nem se o Dínamo hoje dobrasse essa proposta eu não me sentiria confortável, como diretor do São Paulo, em deixar o Rodrigo Nestor ir à Ucrânia neste momento - disse Belmonte, em entrevista ao 'GE'.

Leia Também

O técnico Rogério Ceni se manifestou sobre o assunto durante a coletiva pós-jogo da última quinta-feira (24), porém, afirmou não ter conhecimento algum sobre essa proposta recebida do clube ucraniano.

- Não sei absolutamente nada (sobre propostas). Soube agora de uma entrevista do Belmonte falando que houve uma proposta. Mas a mim não foi comunicado absolutamente nada. Eu desconheço qualquer proposta e a desconheço – se é que ela existiu - ressaltou.

Nestor não foi o único jogador na mira do Dínamo de Kiev. Também rolaram conversas a respeito de Igor Gomes, mas os negócios esfriaram por conta dos conflitos políticos recentes que o país enfrenta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários