Martinelli vai brigar? Veja como está a batalha por vagas no meio-campo do Fluminense de Abel Braga
Lance!
Martinelli vai brigar? Veja como está a batalha por vagas no meio-campo do Fluminense de Abel Braga


Disputa no gol, nas pontas, no ataque e no meio-campo. Assim está o Fluminense de Abel Braga, que se vê com boas alternativas para todas as posições da equipe. E um setor que caminha para ter mudanças é o dos volantes. Martinelli entrou em campo já na reta final da partida de ida da segunda fase da Libertadores e foi decisivo: iniciou a jogada para o gol da virada que decretou o 2 a 1 sobre o Millonarios . Bem depois de perder espaço, o jovem tenta retomar a boa fase e dar dor de cabeça ao treinador.

André segue consolidado, mesmo com a chegada de Felipe Melo, que se tornou o terceiro zagueiro e avança mais no campo ao longo das partidas, ajudando na ligação entre defesa e ataque. Mas o papel do segundo volante segue gerando debates. Martinelli tem nove jogos no ano, três como titular (em times mistos). Já Yago Felipe iniciou sete das nove partidas até o momento. Cabe destacar que há espaço ainda para Jhon Arias, que agrada muito e pode atuar mais recuado, além de Paulo Henrique Ganso ou Nathan, que buscam uma vaga no meio.



Contra o Millonarios, em 14 minutos, Martinelli deu 13 toques na bola e acertou 10 deles. Além disso, deu dois passes decisivos, perdeu a posse três vezes e criou uma grande chance. Logo que entrou, o volante já achou dois bons passes desperdiçados pelos companheiros antes de lançar Luiz Henrique para dar a assistência a Germán Cano e concretizar a virada.

Já Yago Felipe esteve 76 minutos em campo. Foram 55 toques na bola com acerto de 90%. Errou todos os cinco cruzamentos e uma bola longa, deu uma finalização no gol, ganhou dois duelos no chão e perdeu a posse 11 vezes. Além disso, cometeu um pênalti, interceptou uma bola e deu um corte, cometendo ainda três faltas. Muito se fala sobre a possibilidade de deslocar Yago para a ponta direita ao invés de deixá-lo no meio e com a função de criação.

O preferido para entrar tem sido Arias, autor de dois gols na temporada e um dos destaques desse Fluminense. Em 45 minutos na Libertadores, o colombiano acertou 88% dos toques na bola e deu dois passes importantes. Acertou três das quatro bolas longas tentadas, deu dois dribles, ganhou dois duelos no chão e teve um chute bloqueado. Ganso, que vem ganhando algum espaço , jogou 25 minutos, acertou 23 de 28 passes, ganhou os dois duelos tentados, sofreu uma falta e interceptou uma bola.

- O pessoal sabe que eu não sou de individualizar muito, se tivesse que individualizar hoje seria o Martinelli, que entrou muitíssimo bem - elogiou Abel antes de responder uma pergunta sobre o goleiro Fábio.

- O Ganso entrou bem, o Cano, Arias, Martinelli. Estou falando de quatro jogadores. Vai ter o momento da titularidade. O bom é que todos estão trabalhando muito bem. Estamos fortificando o ambiente, que é espetacular. Mas vamos com calma. Agora temos um clássico no sábado, no meio de dois jogos decisivos. Muito difícil porque para nós resolver colocar uma equipe toda no sábado para jogar na terça é complicado. O time vai ser definido de acordo com o que a fisiologia e a preparação física decidirem - avaliou.

O clássico diante do Vasco pode ser mais uma oportunidade de Abel Braga testar suas alternativas no meio-campo. O próprio treinador admitiu que ainda não sabe qual time mandará a campo, o que depende das condições físicas de cada um. O Tricolor entra em campo neste sábado, às 17h, no Estádio Nilton Santos. Na próxima terça-feira, volta as forças para o duelo decisivo com o Millonarios pela segunda fase da Libertadores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários