Kremlin emite nota e classifica mudança de sede da final da Champions como 'vergonhosa'
Lance!
Kremlin emite nota e classifica mudança de sede da final da Champions como 'vergonhosa'


Depois dos recentes movimentos de guerra da Rússia à Ucrânia , a Uefa decidiu mudar a sede da final da Champions League. A decisão da atual temporada do torneio seria realizada em São Petersburgo, em Moscou, mas entidade máxima do futebol europeu trocou o local para Paris. A decisão desagradou o Kremlin.

+ Neto pede 'pequena desculpa' a Abel Ferreira, mas alfineta: 'Eu posso falar de você por que sou treinador'

Sede do governo russo, o Kremilin não gostou da mudança da sede e classificou a decisão da Uefa como 'vergonhosa' através de comunicado oficial. O Stade de France receberá agora a decisão da Liga dos Campeões. Inglaterra e Espanha também estiveram entre as concorrentes, mas a França levou a melhor.

+ Casagrande repudia declarações de Neto contra Abel Ferreira e revela: 'Tentei ser amigo, mas não deu'

A decisão pela França se deu pelo baixo número de clubes do país nas oitavas de final da competição - apenas PSG e Lille. A influência direta de Emmanuel Macron, presidente da França, também teve papel fundamental na decisão. Outras sanções no âmbito do esporte podem afetas os russos nos próximos dias.

ENTENDA O CASO
Desde 2014, a região de Donetsk se declarou independente da Ucrânia e por conta dos conflitos geopolíticos, o Shakhtar teve que deixar a cidade de origem e atuar em Kiev. O mesmo acontece com a região de Luhansk. Na última segunda-feira, Vladimir Putin, presidente da Rússia, reconheceu a independência das duas províncias.

Nesta quinta-feira, a Rússia decidiu invadir militarmente a Ucrânia com o argumento de que está atuando em defesa das reivindicações territoriais. No entanto, há pouco esclarecimento se a nação de Putin busca apenas garantir a soberania de Donetsk e Luhansk ou se planeja se expandir territorialmente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários