Veiga marca no fim, e Palmeiras busca empate com o Athletico-PR na Recopa Sul-Americana
Alexandre Guariglia
Veiga marca no fim, e Palmeiras busca empate com o Athletico-PR na Recopa Sul-Americana


Com um gol de Raphael Veiga no último minuto, o Palmeiras empatou com o Athletico-PR, em 2 a 2, na Arena da Baixada, nesta quarta-feira, e se mantém vivo na briga pelo título da Recopa Sul-Americana. David Terans e Marlos marcaram para o Furacão, enquanto Jailson e Veiga fizeram para o Alviverde. Agora, no Allianz Parque, quem vencer ficará com a taça, e o empate leva aos pênaltis.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIAS
> ATUAÇÕES: Jailson se destaca, e Veiga decide no final no empate do Palmeiras
> Veja quanto o Palmeiras faturou em premiação com Abel Ferreira


Furacão sai na frente no placar, mas Verdão se recupera e busca empate

O começo do primeiro tempo indicou o que se esperava com as duas equipes se estudando, mas logo aos três minutos o ataque palmeirense mudou a expectativa. Veiga achou um belo passe para Atuesta, cara a cara com o goleiro Santos, desperdiçar a oportunidade de abrir o placar. A bola ficava mais em posse do time casa, que não conseguia ameaçar o desatento adversário.

Mas em uma bola parada aos 18 minutos as coisas mudaram. Em um escanteio controverso, depois de um desvio no meio da área, Terans apareceu livre para mandar para o gol. O bandeira indicou impedimento, porém, com a ajuda do VAR, a arbitragem validou corretamente o tento do Furacão. A abertura do placar fez com o Alviverde, que só tocava bola de lado, fosse buscar o empate.

Em mais um ótimo passe de Veiga, ele achou Dudu, que cruzou rapidamente para a área, lá dentro Rony tentou o chute e Santos defendeu. Na cobrança de escanteio, depois de bate e rebate, a bola sobrou para Jailson que, de bico, chutou bonito para o gol e empatou o placar aos 27 minutos. Quando foi ao ataque, a equipe de Abel Ferreira conseguiu ameaçar e chegar perto da rede.

Ainda assim, alguns vacilos defensivos e desatenções quase levaram o Athletico-PR ao segundo gol. Em cruzamento para a área, aos 42 minutos, Thiago Heleno subiu mais alto do que a defesa e cabeceou forte por cima, perto do gol. Em resposta, aos 47, Rony arriscou um bonito chute de fora da área e acabou acertando a trave, no que poderia ter sido o segundo alviverde.

Athletico consegue o gol para a vantagem, mas Palmeiras empata no fim

No retorno do intervalo, o Athletico-PR colocou o time mais à frente, com os laterais bem avançados, o que jogou o Palmeiras para trás, mas que tinha espaço para o contra-ataque. Aos 11 minutos, Abel tirou Atuesta e colocou Wesley. Aos 14, em boa trama pelo lado direito do ataque, Dudu cruzou para a área, mas Rony não conseguiu completar, assim como Wesley, sem goleiro.

Com a entrada de Wesley, o Verdão parecia conseguir levar o time mais ao ataque, sem ficar preso na defesa, mas esse bom momento não foi aproveitado e o jovem acabou 'sumindo". Em mais um momento de desatenção dos palmeirenses, Abner cruzou e Erick desviou para uma linda defesa de Weverton. Em seguida, em cobrança de escanteio, Thiago Heleno resvalou na bola e, no segundo pau, Léo Cittadini desperdiçou oportunidade de cabeça.

Em mais um momento que se desligou do jogo, aos 30 minutos, o Palmeiras acabou sofrendo o segundo. Veiga afastou mal a bola da frente da área, Marlos recebeu dentro da área, cortou a marcação e mandou uma bomba para a rede, sem chance para Weverton. Pouco depois, Gabriel Veron cruzou para a área, a defesa rebateu e a bola sobrou para Veiga, que tentou de cabeça, sem perigo.

Na reta final do segundo tempo, Abel sacou Rony e colocou Rafael Navarro para ser um centroavante de fato. Aos 38 minutos, ele ajudou em um roubada de bola no meio e Wesley lançou Veron, que tocou na saída do goleiro, mas finalizou para fora. Aos 41, Veron foi quem cruzou para Wesley, mas ele se enrolou e não conseguiu finalizar. No fim, Marcinho cometeu pênalti em Wesley. Na cobrança, sempre ele, Veiga marcou para empatar a decisão.

E agora?

Com o empate na partida de ida da Recopa, a decisão pelo título ficará para o Allianz Parque. Em São Paulo, quem vencer, por qualquer placar, ficará com a taça. Se houver o empate, também por qualquer placar, o jogo vai aos pênaltis.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR 2 x 2 PALMEIRAS
Local:
Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-Hora: 23/2/2022 - 21h30
Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Maximiliano del Yesso (ARG)
VAR: Patricio Loustau (ARG)
Público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Nicolas Hernández, Erick e Thiago Heleno (APR)
Cartões vermelhos: -
Gols: David Terans (21'/1ºT) (1-0), Jailson (27'/1ºT) (1-1), Marlos (30'/2ºT), Raphael Veiga (51'/2ºT)

ATHLETICO-PR: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner (Nicolas Hernández, aos 44'/2ºT); Hugo Moura (Christian, aos 26'/2ºT), Erick (Zé Ivaldo, aos 44'/2ºT) e Matheus Fernandes; David Terans (Marlos, aos 21'/2ºT), Léo Cittadini e Rômulo. Técnico: Alberto Valentim.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Kuscevic, Murilo e Piquerez; Danilo, Jailson (Zé Rafael, aos 25'/2ºT) e Atuesta (Wesley, aos 11'/2ºT); Dudu (Gabriel Veron, aos 25'/2ºT), Rony (Raphael Navarro, aos 37'/2ºT) e Raphael Veiga. Técnico: Abel Ferreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários