Justiça estabelece prazo de cinco dias para Vasco regularizar parcela atrasada do RCE
Lance!
Justiça estabelece prazo de cinco dias para Vasco regularizar parcela atrasada do RCE


O Vasco vive a expectativa da votação para o empréstimo-ponte de R$ 70 milhões da 777 Partners, empresa norte-americana que pretende adquirir 70% da SAF do clube . Antes disso, a Justiça deu o prazo de cinco dias para o Cruz-Maltino regularizar os atrasos no pagamentos do Regime Centralizado de Execução (RCE), sob pena de retornar ao Regime Especial de Execução Forçada (REEF). A informação foi inicialmente publicada pelo site Uol.

Essa decisão foi tomada pela desembargadora Edith Maria Corrêa Tourinho, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região. Caso não efetue o pagamento, o clube terá que pagar todos os seus credores de uma só vez, sem qualquer parcelamento.



- Considerando a certidão da CAEX de Id. 074166d, verifica-se que o Requerente não vem depositando regularmente neste RCE o valor de 20% das receitas, conforme se comprometeu em sua petição inicial, tendo sido definido que o depósito ocorresse até o dia 5 de cada mês. Assim, regularize os depósitos no prazo de 5 dias, sob pena de cassação da liminar e consequente retomada do REEF - decidiu a desembargadora.

Em agosto de 2021, o Gigante da Colina conseguiu um acordo que prevê que o clube destine 20% de sua receita mensal para a dívida do RCE - de R$ 223 milhões até o mês passado. Até o primeiro mês do ano, o Vasco fez os pagamentos, mas não realizou a quitação do mês de fevereiro, que teve vencimento no último dia 5.

Vale destacar que o prazo para o pagamento dessa dívida é de seis anos, com a possibilidade de aumentar o limite para mais quatro anos. Isso só acontecerá se o clube ao longo desse tempo quitar pelo menos 60% da dívida - algo em torno de R$ 133 milhões.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca

Nesta quinta, às 19h30, o Conselho Deliberativo do Vasco define se aprova o empréstimo-ponte de R$ 70 milhões da 777 Partners. O clube carioca pretende utilizar parte dessa quantia para quitar salários atrasados e regularizar dívidas com credores, inclusive a do RCE.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários