Evento em Nova Iguaçu encerra com chave de ouro o Festival de Lutas da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro
TATAME
Evento em Nova Iguaçu encerra com chave de ouro o Festival de Lutas da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro


No último domingo (20), o ginásio do IBC (Iguaçu Esporte Clube), em Nova Iguaçu (RJ), recebeu a terceira e última etapa do Festival de Lutas da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro. E novamente o evento, totalmente gratuito e voltado para crianças e adolescentes de projetos sociais, foi um verdadeiro sucesso, reunindo 600 jovens.

O Festival de Lutas, vale lembrar, teve início em dezembro do ano passado, com destaque para o Boxe e o Muay Thai. Na sequência, foi a vez de o Jiu-Jitsu entrar em cena em janeiro e fevereiro, com eventos organizados pela FJJD-Rio no Velódromo do Parque Olímpico e em Nova Iguaçu, respectivamente.

Responsável pela emenda parlamentar que viabilizou o Festival de Lutas, o deputado estadual Anderson Moraes comemorou o encerramento com chave de ouro na Baixada Fluminense e salientou a importância das artes marciais como um alicerce para os jovens em formação.

- Contemplamos, somente na última etapa, 600 crianças que receberam todo o material necessário para participar de um dia de competição especial. Essa iniciativa foi importante não só para Nova Iguaçu, mas para toda a Baixada Fluminense. Eu sou nascido na Baixada, então é um dia de celebração. Gostaria de agradecer também ao governador Cláudio Castro, pois ele que autorizou o uso da emenda parlamentar para que tudo isso acontecesse. Uma parceria do Governo do Estado com o Governo Federal, e com certeza uma satisfação enorme para o nosso mandato - afirmou o deputado.

Nas disputas, quem brilhou foi o Projeto Vencedores em Cristo, que terminou em primeiro lugar, com a Maré Top Team em segundo e o Projeto Drive In em terceiro. Geração UPP e o Projeto Social Instituto Peniel completaram o Top 5. Presidente da FJJD-Rio, Rogério Gavazza disse: - Fizemos um evento inédito no Brasil com essa magnitude, esse apoio aos projetos sociais, então saímos muito satisfeitos com o trabalho realizado - vibrou.

Subsecretário de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Fabricio Repsold destacou que, além de promover a iniciação competitiva de diversas crianças e adolescentes, o Festival de Lutas distribuiu quimonos, luvas, camisas, brindes e lanches, em uma ação para estimular a continuação da prática esportiva.

- Nosso papel na Secretaria, liderada pelo secretário Gutemberg Fonseca, é proporcionar para esses jovens, principalmente em um momento de pandemia e vulnerabilidade, acesso ao esporte, à saúde. Nós doamos mais de 1.200 quimonos, mais de 200 luvas, fora todo o material de uniforme, máscaras e o que acreditamos ser necessário para que esses jovens continuem praticando artes marciais - disse Fabricio, que ainda completou:

- Acredito que as artes marciais são muito importantes na formação desses jovens. Elas passam ensinamentos como respeito ao próximo, hierarquia, desenvolvimento físico e mental, resiliência, entre outros - encerrou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários