David Braz exalta elenco experiente do Fluminense e fala de desejo por Libertadores: 'É uma obsessão'
Lance!
David Braz exalta elenco experiente do Fluminense e fala de desejo por Libertadores: 'É uma obsessão'


O Fluminense estreou na Libertadores com o pé direito. Após sofrer um gol do Millonarios, no Estádio El Campín, David Braz marcou o gol de empate e liderou a virada tricolor, concretizada por Cano depois. Após a partida, o zagueiro analisou a partida e disse que o time não apenas soube se defender, como também aproveitaram os deslizes do adversário. Ele ainda destacou a experiência do elenco em Libertadores.

A ESTREIA
- É uma partida que já esperávamos muita dificuldade, principalmente no início. Sabemos que quando o adversário joga na sua casa com o apoio do torcedor vai procurar pressionar. Acho que como todas as partidas da Libertadores nos comportamos bem quando pressionados, mas acabamos levando o gol em uma jogada que foi até comentada pela comissão técnica que é o contra-ataque. O goleiro tem uma boa reposição. Mas não nos abatemos, tivemos muita tranquilidade e experiência.

- Quero exaltar a presença de jogadores experientes do grupo que procuraram passar tranquilidade, e, claro, a expulsão do Sosa vimos que poderia ajudar. Os adversários procuraram se defender bastante para não sofrer o gol, mas tivemos persistência na troca de passes e eu aproveitei para fazer o empate. No segundo tempo controlamos a partida, procuramos jogar no erro do adversário também. Jogo fora de casa, Libertadores tem que ter muita sabedoria, lidar bem, além de jogar contra uma grande equipe tem a altitude, que em muitos momentos tivemos dificuldades. Conseguimos virar e depois controlamos com chance de fazer mais dois ou três gols.


O ELENCO
- Temos um treinador acostumado, conhece o ambiente do Fluminense. Temos jogadores com muita experiência e outros jovens com muita vontade de vencer com essa camisa. Sabíamos que estava com dificuldades no primeiro tempo, mas insistimos e conseguimos o empate. Quando chegamos no vestiário vimos a possibilidade de conseguir a vitória. Com muita persistência e sabedoria fizemos o segundo gol. Depois controlamos a partida e tivemos muitas chances de sair com um placar ainda melhor. Mas não lamentamos isso, celebramos a vitória. Sabemos que temos mais 90 minutos no Rio para decidir.

PEDIU PARA FICAR
- Naquele momento foi uma jogada que fui na linha de fundo com o atacante. Estou a dois jogos sem atuar, umas duas semanas. Me preparei bastante, às vezes perdemos o ritmo, mas me preparei ao máximo para ajudar o Fluminense nessa vitória. Naquele momento tive dificuldade na respiração e um pouquinho de cãibra na panturrilha. Vi que eles estavam fazendo a última substituição, pedi para esperar, mas fiz um alongamento para ver e consegui superar e terminar a partida. Agradeci muito a Deus, uma das coisas que eu mais peço quando entro em campo é poder terminar a partida. Todos nós queremos finalizar bem, sem lesão. Muito feliz pelo gol. É uma bola que todos os jogadores querem, brincamos que é uma promoção. O Luiz tentou a finalização e sobrou para mim.

CARA DE LIBERTADORES
- É uma competição que não só o torcedor, mas nós também queremos muito conquistar. Ano passado fizemos uma grande Libertadores. Agora estamos entrando nessa segunda fase que é muito difícil, contra uma grande equipe. Temos que nos preparar. É uma obsessão nossa e de todos na competição. Tem que ter sabedoria, calma, superar as dificuldades como foi hoje. Uma partida com muitas faltas, truncada, o pênalti contra, placar adverso. O grupo está de parabéns pela partida de hoje com cara de Libertadores. Esperamos com o apoio do torcedor fazer uma grande partida e conseguir nosso objetivo que é essa conquista.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários