Ex-lutador, prefeito de Kiev admite uso armas de fogo para se defender de ataque russo, caso necessário
Lance!
Ex-lutador, prefeito de Kiev admite uso armas de fogo para se defender de ataque russo, caso necessário


A tensão entre Rússia e Ucrânia segue sendo notícia ao redor do mundo e um prefeito da cidade de Kiev, Vitali Klitschko afirmou que se defenderá, pessoalmente, com armas de fogo, se necessário for. Ex-lutador de boxe, com dois títulos de campeão peso-pesado, o político já foi eleito melhor do planeta na categoria.

+ Neymar revela como lida com 'haters' e relembra polêmica por passar Carnaval no Brasil

Klitschko começou a carreira no esporte aos 16 anos, ainda na União Soviética, e em 1991, foi iniciado no boxe. Morador de Kiev desde a infância, defendeu a Ucrânia após o fim da URSS e conquistou medalhas em mundiais militares. A revista 'The Ring' o elegeu melhor peso-pesado do mundo, pela carreira com apenas duas derrotas em 47 lutas.

A veia política do lutador saltou em 2004, quando apoiou a candidatura de Viktor Yushchenko para presidência no país. No ano seguinte, se lançou como candidato para prefeitura, mas não ganhou naquela oportunidade. Com ideologia liberal e anticorrupção, venceu as eleições de 2014 e conseguiu a reeleição em 2017 e 2020.

+ Três emissoras brigam por direitos de transmissão da Libertadores

- Eu sempre treino. Eu acompanho as formações como ex-oficial e chefe da defesa territorial. Eu sei usar quase todas as armas. Entendemos que nem os alemães, nem os franceses, nem os americanos vão nos defender. É assunto nosso, é nossa terra - disse o político e ex-boxeador de 50 anos, à agência 'AFP'.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários