Presença do VAR vai 'dificultar as chances de vitória do Flamengo' sobre o Atlético-MG, diz o presidente
Valinor Conteúdo
Presença do VAR vai 'dificultar as chances de vitória do Flamengo' sobre o Atlético-MG, diz o presidente


Antes da final da Supercopa do Brasil, o presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, reclamou bastante de supoto favorecimento ao Flamengo por parte da CBF. Mas, o dirigente foi à forra após a conquista do título, no domingo, depois de triunfo nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal.

Sérgio Coelho tirou sarro do Rubro Negro=, cutucando o rival mais uma vez ainda na Arena Pantanal, local do duelo que sagrou o Galo como supercampeão do Brasil.


-Foi um pré-jogo complicado, com muita polêmica. Realmente, o Atlético se manifestou contrário a algumas decisões, algumas posições. Nós não podemos esquecer que o Flamengo foi um simples convidado, porque não havia ganho nada. Mas está no regulamento, e a gente respeita o regulamento. Mas todos viram aqui hoje: nós viemos jogar no Maracanã em Cuiabá. Nosso pleito, antes de decidir o estádio, era São Paulo ou Brasília, porque estava mais perto de Belo Horizonte e poderia dar igualdade aos dois clubes-disse em entrevista ao Superesportes.

Em seguida, enalteceu a torcida do Fla e afirmou que com o VAR dificilmente os cariocas derrotariam o Galo.

-Onde for no país, exceto Minas Gerais, o Flamengo tem torcida grande. A gente reconhece. Não é nenhum demérito. É a maior torcida do mundo. Mas marcaram aqui, eles ficaram sabendo primeiro do que a gente. Já estavam com hotel reservado. Tudo isso mostra que o Atlético foi prejudicado. Antigamente, nós fomos prejudicados em situações muito piores do que essa. Mas, dessa vez, com VAR, nós conseguimos ser campeões. Porque da outra vez, o José Roberto Wright, o José de Assis Aragão... ganharam no apito. Hoje, não. Com VAR, eles vão ter dificuldade para ganhar do Atlético- completou.

O presidente ainda lembrou das feridas abertas nos anos 1980, que ainda magoam o torcedor atleticano.

-Eu reitero: o Flamengo ganhava muito como foi em 81. Tiraram a final de Belo Horizonte. Eram dois jogos. Primeiro no Maracanã, segundo no Mineirão. A CBF, na ocasião, inverteu o mando. E fomos para lá: com a vitória de 1 a 0, gol de Reinaldo. 2 a 2 no jogo. Palhinha toca a bola para Reinaldo, Reinaldo dá de primeira para Palhinha, Palhinha sai na frente do Raul, Reinaldo machucado. Um tal de José de Assis Aragão, um homem que não merece nem ter o nome dito. Esse cidadão não só deu impedimento - que não existia, tinha três metros para a frente, o zagueiro dava cobertura -, como expulsou o Reinaldo. relembrou.


-Dessa forma que ganhavam os títulos. O Flamengo estava disputando aqui hoje como convidado. Ele não ganhou, mas está no regulamento. Não tem o que questionar. Mas, simplesmente, um convidado para vir aqui. Só que o convidado foi fazer a festa na casa dele, não na casa do Atlético - que foi o campeão legítimo do Brasileirão e da Copa do Brasil-finallizou Coelho

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários