John Textor vence primeira 'queda de braço' no Brasil e mostra força do 'novo' Botafogo no mercado
Sergio Santana
John Textor vence primeira 'queda de braço' no Brasil e mostra força do 'novo' Botafogo no mercado


O Botafogo deu uma prova de que chega para fazer barulho no mercado. Ao 'vencer a corrida' pela contratação de Luís Castro junto ao Corinthians e ter a chegada do treinador português encaminhada , John Textor venceu a primeira queda de braço no Brasil, deu um 'chapéu' no time paulista e ainda provou que pode ir longe pelos nomes que considera como ideais para o projeto.

+ Anúncio com escudo do Botafogo foi transmitido em 188 países; ao L!, Textor vibra: 'Só um pequeno início'

Luís Castro foi, desde sempre, o "Plano A" do norte-americano. Pela facilidade de lidar com as categorias de base - algo que teve contato com o Porto durante quase dez anos - e a forma de criar um modelo de jogo integrado entre os times inferiores até a equipe principal foram os holofotes para o português.



As negociações aconteceram e o Botafogo estava confiante por um desfecho positivo. Um acordo financeiro foi alcançado na semana passada e Textor já via até mesmo como iria pagar a multa de Luís Castro com o Al-Duhail, do Qatar, o atual clube do comandante.

Mas aí chegou o Corinthians . Após a demissão de Sylvinho, a diretoria buscou um treinador português. Nomes como Vítor Pereira e Leonardo Jardim apareceram no radar da equipe, mas foi Luís Castro que recebeu uma proposta oficial. Ele ficou balançado e, por fim, aceitou os números do time paulista. O Timão, contudo, não tinha condições de pagar a multa e o português não estava disposto a abrir mão de grande parte do valor para deixar o Al-Duhail.

Enquanto isso, o Botafogo insistiu . Textor sempre acreditou que Luís Castro era o nome ideal para o projeto de reconstrução do clube. Uma nova reunião, realizada no sábado, selou a coisa. O projeto de médio/longo prazo, além da vontade de mostrar a importância do português , foram fundamentais para o final feliz.

O norte-americano foi até o fim pelas próprias convicções. A multa com o Al-Duhail será paga e Luís Castro deve fazer o último jogo pela equipe qatari nesta segunda-feira. O Botafogo não confirma nenhum tipo de acordo até tudo ser assinado. A comissão do português vai receber mais de R$ 1 milhão por mês - ele chegará acompanhado de cinco profissionais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários