Na Arena Castelão, Fortaleza vence o Bahia e mantém invencibilidade na Copa do Nordeste
Futebol Latino
Na Arena Castelão, Fortaleza vence o Bahia e mantém invencibilidade na Copa do Nordeste


No clássico entre tricolores, Fortaleza e Bahia mediram forças na tarde deste sábado, na Arena Castelão, pela 6ª rodada da Copa do Nordeste. E o Leão se deu melhor. Em confronto muito movimentado, o Leão não tomou conhecimento do adversário garantindo mais feito na competição ao bater o Esquadrão por 3 a 1, garantindo sua invencibilidade.

Com o resultado, o time comandado por Vojvoda chegou aos 12 pontos, mantendo-se na liderança do Grupo A, enquanto a equipe comandada por Guto Ferreira acabou estacionando na 4ª posição com seus 7 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

FORTALEZA ABRE O PLACAR NO INÍCIO

Fazendo valer o fator casa, a equipe do Fortaleza tratou de ir para cima do Bahia logo nos primeiros movimentos de jogo. E se deu bem. Aos 3 minutos, após Moisés puxar um contra-ataque pela direita, acionou Silvio Romero, que em boas condições, mandou para o fundo das redes abrindo a contagem no Castelão.

Tentando correr atrás do prejuízo, o Esquadrão então foi em busca do empate na sequência. Mesmo com o Leão embalado e mais próximo de marcar mais um tento, teve a oportunidade de igualar tudo aos 11 minutos com Ignácio, mas a bola acabou indo para fora.

DONOS DA CASA AMPLIAM AINDA NA PRIMEIRA ETAPA

Mesmo com o Bahia tentando equilibrar as ações, a sorte parecia estar ao lado do Fortaleza. Lamentando os erros nas chances que apareciam, ainda viu o time local chegar ao seu segundo gol no duelo, desta vez marcado por Moisés, aos 29 minutos, após jogada ensaiada até chegar ao atacante que concluiu com precisão. 2 a 0 no Castelão.

Vendo a situação ainda mais difícil para ser revertida, o time comandado por Guto Ferreira, nos momentos finais da primeira etapa, até que tentou descontar no marcador. Mesmo com os acréscimos dados pelo árbitro, ofereceu perigo ao goleiro Max Walef em apenas uma oportunidade, mas que acabou parando na defesa do camisa 23 que manteve o placar sem alterações.

BAHIA DESCONTA E COLOCA FOGO NO JOGO

Voltando com duas alteração para o segundo tempo, sendo delas Matheus Bahia e Raí nos lugares de Lucas Mugni e Marco Antônio, os visitantes adotaram, nos primeiros minutos, uma postura mais ofensiva. E surtiu efeito. Com 1 minuto no relógio, Rodallega, após assistência do próprio Matheus que havia entrado momentos antes, serviu bem seu companheiro de time fazendo 2 a 1 no placar.

Após o gol, o confronto tomou ares de emoção. Com o Esquadrão empolgado, Rodallega continuava a ser o mais acionado na frente. Porém acabava parando na defesa rival, que conseguia mostrar força neutralizando as jogadas, além de aproveitar espaços cedidos mandando a bola para frente procurando Moisés e companhia, também assustando o goleiro Danilo Fernandes como no chute de Lucas Lima, quase marcando o terceiro.

ALTERAÇÕES E GOL DE DEPIETRI NOS MOMENTOS FINAIS

Com os dois treinadores atentos a qualquer movimento, optaram então por promover novas trocas no decorrer do jogo. Mesmo lutando para buscar o empate, o Bahia acabou não conseguindo converter em gol nas chegadas como as de Rodallega e companhia.

Sendo assim, já nos acréscimos, Depietri, que havia entrado no decorrer da etapa, tratou de frustrar qualquer chance do rival de igualar tudo. Aos 46, após assistência de Robson, fechou a conta em 3 a 1 com direito a comemoração dos jogadores do Leão, além de festa nas arquibancadas.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 3x1 BAHIA


Data e horário: 19/02/2022, às 17h45 (de Brasília)
​Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Fábio Augusto Santos Sá Júnior (SE)
Assistentes: Rodrigo Guimarães Pereira (SE) e Vaneide Vieira de Gois (SE)

Cartões Amarelos: Ignácio, 12'/2ºT; Patrick, 32'/2ºT; Raí, 36'/2ºT; Tinga, 39'/2ºT

Gols: Silvio Romero, 3'/1ºT (1-0); Moisés, 29'/1ºT (2-0); Rodallega, 1'/2ºT (2-1); Depietri, 46'/2ºT (3-1)

FORTALEZA: Max Walef; Yago Pikachu, Tinga, Marcelo Benevenuto, Titi e Lucas Crispim; Matheus Jussa, Ronald, Lucas Lima (Matheus Vargas, aos 22'/2ºT) e Lucas Crispim (Juninho Capixaba, aos 30'/2ºT); Moisés (Robson, aos 30'/2ºT) e Silvio Romero (Depietri, aos 23'/2ºT).
(Técnico: Juan Pablo Vojvoda)

BAHIA: Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Henrique e Luiz Henrique; Rezende (Willian Maranhão, aos 24'/2ºT), Patrick (Daniel, aos 33'/2ºT) e Lucas Mugni (Matheus Bahia, no intervalo); Ronaldo Marcelo Cirino, aos 18'/2ºT), Marco Antônio (Raí, no intervalo) e Rodallega.
(Técnico: Guto Ferreira)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários