Galo de 'El Turco' aproveita bem base de Cuca e tem poucas mudanças em relação ao estilo de 2021
Valinor Conteúdo
Galo de 'El Turco' aproveita bem base de Cuca e tem poucas mudanças em relação ao estilo de 2021


Antonio “El Turco” Mohamed está há pouco mais de um mês no Atlético-MG e já pode erguer a primeira taça pelo clube mineiro. O treinador argentino estará frente à frente com o Flamengo, pela disputa da Supercopa do Brasil, neste domingo, 20 de fevereiro, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Mas, a chegada do novo comandante gerou grandes mudanças no elenco e estilo de jogo do time? Não. Mohamed tem mantido a base de 2021 e mesmo tendo tendências mais defensivas, praticamente não alterou a estrutura da equipe, que ainda está sendo formatada. Isso indica que El Turco está usando o “em time que está ganhando, não se mexe” para levar o Galo a mais uma decisão nacional.

A alteração mais vistosa de Antonio Mohamed no Atlético é ter conquistado rapidamente a afeição dos jogadores, o que lhe facilitou trabalhar com o grupo. Todas as declarações dos atletas são favoráveis e que o revezamento que tem promovido motivou o elenco para buscar chances no time titular.

Até o momento, Mohamed só não escalou os goleiros Matheus Mendes de Gabriel Delfim usando mais de 30 jogadores para serem observados. O treinador tem usado o Campeonato Mineiro para conhecer o elenco e ainda ter opções táticas nos jogos.

Mas, ele havia prometido que teria uma equipe titular contra o Fla e cumpriu o que disse, encerrando aparentemente os testes no time alvinegro.

-

Contra o Flamengo, o torcedor deve ver ainda muito do time de 2021 no estilo de jogo, implantado por Cuca, mesmo com Mohamed ter dito que o Galo do ano passado está um pouco longe das suas ideias para o futebol, como afirmou ao chegar em Belo Horizonte, em janeiro.

-Não vou fazer grande mudanças. Como treinador, não tenho um paradigma, algo como "vou jogar dessa maneira". Tudo depende dos jogadores. Eles são mais importantes que o sistema. Fui campeão no Tijuana com um 4-3-3, no America com um 4-4-2 e no Monterrey com uma linha de cinco-disse.

O confronto com Paulo Sousa pode ter leve vantagem para o argentino, pois além de ter chegado antes, teve mais tempo de trabalho e um ambiente mais calmo, pois está no atua Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários