Rogério Ceni destaca importância de rodízio no São Paulo e afirma: 'Eu não vou abrir mão do Paulista'
Lance!
Rogério Ceni destaca importância de rodízio no São Paulo e afirma: 'Eu não vou abrir mão do Paulista'


O São Paulo empatou com a Inter de Limeira nesta quinta-feira (17), no Estádio do Morumbi, com um placar de 0 a 0. Ainda estabelecendo um rodízio de jogadores no elenco, Rogério Ceni ressaltou, durante coletiva pós-jogo, que seu foco segue sendo chegar as quartas de final do Campeonato Paulista 2022 .

O treinador do Tricolor Paulista falou novamente durante a entrevista coletiva que vai seguir adotando o sistema de rodízio de jogadores durante a temporada, buscando preservar a integridade do elenco e garantir com que não ocorra lesões por desgaste excessivo.

- Se eu colocar os onze jogadores que jogaram hoje e os mesmos onze jogarem no domingo, os mesmos que forem jogar na quinta-feira, você pode ter certeza que teremos lesões, jogadores que vão abaixar na questão do rendimento. As trocas não são feitas só por experiência. Lógico que eu sei que nós temos três laterais esquerdos e nós temos que escolher o jogador para cada jogo, eu escolho o jogador para podermos ter mais condicionamento físico, considerando que começamos a temporada a pouco tempo atrás e com um grande número de jogos - disse.

Rogério Ceni enfatizou que isso não é motivo para abdicar do Paulistão 2022. De acordo com falas do treinador, o São Paulo tem a obrigação de se classificar para a fase de mata-mata da competição, independente do elenco que estiver atuando.

- Independente de quem jogue, nós temos que ir para a próxima fase. Com todo o respeito aos nossos adversários do grupo, mas independente do time que a gente escolha, dos onze que a gente escolha para iniciar um jogo, o São Paulo tem condições de ir a próxima fase, deve ir a próxima fase. É uma obrigação a gente ir a próxima fase - disse.

+ Veja tabela do Paulistão 2022 e simule os próximos jogos

Leia Também

De acordo com Ceni, o Tricolor Paulista tem condição de avançar para as quartas finais e que esse deve ser o maior foco agora. Conforme sua fala, somente quando iniciarem os jogos de Copa do Brasil e Sul-Americana, poderá pensar em outros detalhes.

- Eu não vou abrir mão do Paulista, não vou abrir mão de classificar em detrimento a ter um time. Eu acho que nós temos obrigação e capacidade de levar o São Paulo as quartas de final, começar os jogos de mata-mata e assim tomar decisões, porque vem Copa do Brasil, começa a Sul-Americana, mas nós temos obrigação independente do time que for escalado - afirmou.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (20) contra o Santos, às 18h30, no Estádio da Vila Belmiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários