Qual é a melhor opção? Veja números de Luís Castro e Leonardo Jardim, favoritos para assumir o Corinthians
Rafael Marson
Qual é a melhor opção? Veja números de Luís Castro e Leonardo Jardim, favoritos para assumir o Corinthians


Ao que tudo indica, a procura do Corinthians para contratar o próximo treinador está próxima do fim. Após ver diversos profissionais recusarem trabalhar no Timão, o time do Parque São Jorge tem em Luís Castro seu plano A, tendo apresentado proposta ao técnico do Al Duhail, do Qatar .

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Corinthians

Caso não consiga fechar com Castro, que também interessa ao Botafogo, a diretoria alvinegra vai concentrar seus esforços em Leonardo Jardim, que nos últimos dias deixou o Al Hilal, da Arábia Saudita, quarto colocado na última edição do Mundial de Clubes.

Mas qual é o retrospecto dos técnico mais cotados no Corinthians? Quantos títulos conquistaram? O LANCE! traz um comparativo entre Luís Castro e Leonardo Jardim.

LUÍS CASTRO

A carreira de treinador de Luís Castro começou em equipes de menor expressão de Portugal. De 2006 em diante, Castro passou a ganhar destaque na mídia europeia pelo seu excelente trabalho de reestruturação da base do Porto .

Após o sucesso em praticamente todos os níveis nos Dragões (equipe principal, time B e base) circulou por alguns outros times portugueses, como Rio Ave, Chaves e Vitória de Guimarães.

No Vitória, ele fez a equipe terminar na 5ª posição do Campeonato Português, colocando o clube na Liga Europa.

PRINCIPAL TRABALHO

O auge da carreira de Luís Castro veio em 2019, quando foi contratado para treinar o Shakhtar Donetsk. Na Ucrânia, construiu o seu trabalho mais longevo e conquistou a taça de maior renome em sua carreira: o Campeonato Ucraniano.

Outro importante feito com a equipe ucraniana foi chegar até às semifinais da Liga Europa nos dois anos em que comandou o time.

CENÁRIO ATUAL E ESQUEMA TÁTICO

O português segue no comando do Al-Duhail, mas já manifestou o desejo em migrar para o Brasil. Para sair do Qatar contudo, o Timão precisa pagar a multa rescisória, próxima a R$ 1 milhão.

No entanto, o Corinthians está otimista que o próprio treinador consiga negociar a quebra da multa através de uma rescisão amigável.

Já sobre seu estilo de jogo, Castro gosta de jogar tanto no 4-2-3-1 como 4-3-3. Por vezes, adota a linha alta na defesa e tenta pressionar a saída de bola, mas nem sempre as equipes têm esse perfil.

A única característica 'inegociável' do lusitano é a valorização da posse de bola. O português busca ataques apoiados, buscando chegar ao campo ofensivo por meio de passes curtos e triangulações

> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Campeonato Paulista

LUÍS CARLOS COMO TÉCNICO

- Recreio Desportivo de Águeda (Portugal) - 1997 a 1998 e 1999 a 2000 (duas passagens) - 14 jogos, quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas
- Estarreja (Portugal) - 2001 a 2003 - quatro jogos, 0 vitórias, dois empates e duas derrotas
- Sanjoanense (Portugal) - 2003 a 2005 - 40 jogos, 19 vitórias, nove empates e 12 derrotas
- Penafiel (Portugal) - 2004 a 2006 - 66 jogos, 15 vitórias, 13 empates e 38 derrotas
- Porto (Portugal) - 2014 (interino) - 16 jogos, nove vitórias, um empate e seis derrotas
- Rio Ave (Portugal) - 2016 a 2017 - 27 jogos, 13 vitórias, cinco empates e nove derrotas
- Chaves (Portugal) - 2017 a 2018 - 37 jogos, 14 vitórias, oito empates e sete derrotas
- Vitória de Guimarães (Portugal) - 2018 a 2019 - 39 jogos, 18 vitórias, sete empates e 14 derrotas
- Shakhtar Donetsk (Ucrânia) - 2019 a 2021 - 84 jogos, 51 vitórias, 16 empates e 17 derrotas
- Al-Duhail (Qatar) - 2021 a 2022 (segue empregado no clube) - 16 jogos, 11 vitórias, três empates e dois derrotas

TÍTULOS DE LUÍS CARLOS

- II Liga Portuguesa (2015/16)
- Campeonato Ucraniano (2019/20)
Luís Castro

Castro no comando do Al Duhail (Foto: Divulgação/Al Duhail)

LEONARDO JARDIM

Nascido na Venezuela e filho de imigrantes portugueses, foi para a Madeira - ainda aos três anos - e deu os primeiros passos na profissão como auxiliar, em equipes pequenas de Portugal.

Como técnico, cujo sonho foi exposto aos pais quando tinha 15 anos (motivado a dirigir o Sporting de Lisboa), Jardim teve o seu trabalho inicial em 2003, no Camacha (POR), onde ficou por cinco temporadas.

Com passagem efêmera por outras equipes portuguesas, como Braga e Sporting, teve passagem exitosa na Grécia, dirigindo o Olympiacos, onde conquistou o Campeonato Grego.

PRINCIPAL TRABALHO

Leonardo Jardim viveu o seu auge (até aqui) na França - mais precisamente no Monaco. Na temporada 2016/17, seu ótimo trabalho culminou na conquista da Ligue 1, desbancando o poderoso Paris Saint-Germain.

Ainda, trilhou uma caminhada memorável naquela edição da Champions League. Parou nas semifinais do torneio, caindo diante da Juventus. Antes, eliminou Manchester City (de Pep Guardiola), após confrontos épicos, e Borussia Dortmund, permitindo que o nome de Jardim ecoasse como um dos mais promissores do Velho Continente.

CENÁRIO ATUAL E ESQUEMA TÁTICO

Jardim recentemente deixou o Al Hilal, da Arábia Saudita, quarto colocado na última edição do Mundial de Clubes, e está livre no mercado.

Os representantes corintianos na Europa possuem um bom trânsito com o treinador e estão confiantes que podem convencê-lo a dirigir o Timão caso Luís Castro decline o time do Parque São Jorge.

Já sobre o estilo do treinador, assim como Jorge Jesus, Jardim é conhecido por ser ofensivista, ou seja, montar equipes que visam o ataque incondicionalmente. No Mônaco, utilizou um tradicional 4-4-2 na equipe do Principado, recheada de alternativas para criar, tanto pelos flancos, quanto por dentro. O técnico também é adepto do 4-2-3-1.

LEONARDO JARDIM COMO TÉCNICO

- Camacha (Portugal) - 2003 a 2008 - 138 jogos, 61 vitórias, 34 empates e 43 derrotas
- Desportivo de Chaves (Portugal) - 2008 a 2009 - 38 jogos, 22 vitórias, nove empates e sete derrotas
- Beira Mar (Portugal) - 2009 a 2011- 66 jogos, 27 vitórias, 19 empates e 20 derrotas
- Braga (Portugal) - 2011 a 2012 - 46 jogos, 27 vitórias, nove empates e 10 derrotas
- Olympiacos (Grécia) - 2012 a 2013 - 26 jogos, 20 vitórias, três empates e três derrotas
- Sporting (Portugal) - 2013 a 2014 - 35 jogos, 23 vitórias, oito empates e quatro derrotas
- Monaco (França) - 2014 a 2018 e 2019 (duas passagens) - 270 jogos, 139 vitórias, 65 empates e 66 derrotas
- Al-Hilal (Arábia Saudita) - 2021 a 2022 - 26 jogos, 15 vitórias, sete empates e quatro derrotas

TÍTULOS DE LEONARDO JARDIM

- II Liga Portuguesa (2009/10)
- Liga Grega (2012/13)
- Copa da Grécia (2012/13)
- Liga Francesa (2016/17)
- Supercopa Saudita (2021/2022)

Leia Também

Leonardo Jardim - Monaco x Borussia Dortmund

Jardim no comando do Mônaco (Foto: Boris Horvat / AFP)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários