LFA oficializa retorno ao Brasil com duas disputas de cinturão, em março, no Rio
Lance!
LFA oficializa retorno ao Brasil com duas disputas de cinturão, em março, no Rio


O LFA confirmou seu retorno ao Brasil. Em sua 126ª edição, a maior liga de desenvolvimento de lutadores de MMA do mundo acontece no Complexo Ribalta, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, no dia 11 de março. O card conta com duas disputas de cinturão. Na luta principal, Jonas Bilharinho e Rafael “Coxinha” duelam pelo título dos penas; na coprincipal, Quemuel Ottoni e Gabriel “Marretinha” se enfrentam valendo a coroa dos meio-médios. O evento será transmitido ao vivo pelo Sportv 3, Canal Combate e, para fora do Brasil, pelo UFC Fight Pass.

Com um cartel de nove vitórias, sendo sete por nocaute (78%), uma derrota e um empate, Jonas Bilharinho vem de um triunfo espetacular no Dana White Contender Series, em novembro do ano passado. O brasileiro nocauteou o havaiano Canaan Kawaihae com um chute giratório na cabeça. O fato do UFC não tê-lo contratado pegou todo mundo de surpresa. Agora, o lutador de 3 anos tem a chance de se tornar campeão na companhia que mais exporta atletas para o Ultimate.

Apesar de ser sete anos mais novo que Bilharinho, Rafael Barbosa, o “Coxinha”, possui mais lutas que o oponente. Das 18 vezes que subiu ao cage, o especialista em karatê saiu vitorioso em 14 delas, sendo cinco por nocaute (36%) e quatro por finalização (29%). Outra vantagem que pesa a favor do karateca é o fato dele já estar ambientado ao LFA, evento no qual lutou três vezes entre 2019 e 2020, todas nos EUA. Foram duas vitórias, sobre Cameron Graves e Nate Jannerman, e uma derrota, para Jamall Emmers, respectivamente. Inclusive, sua estreia na organização foi elogiada por Dana White: “Barbosa está 10-1… ele tem 21 anos. Esse garoto tem muito mais tempo para aprender e crescer", disse o presidente do UFC.

Um dos postulantes ao cinturão dos meio-médios, Quemuel Ottoni, 29 anos, é outra grande aposta do MMA brasileiro. Campeão brasileiro de MMA amador, o paulista já possui uma carreira consolidada como profissional. Até aqui, são 14 lutas, com 11 vitórias, sendo sete por nocaute (64%), e três reveses. Entre suas vítimas está ninguém menos que o ex-campeão do Glory e do próprio LFA Alex Poatan, finalizado por Ottoni com um mata-leão em 2015.

Quem tem a missão de parar Ottoni é outra das principais promessas da divisão em ação no Brasil: o brasiliense Gabriel Bonfim, conhecido pela alcunha de “Marretinha". Apesar do apelido que remete a nocautes, o lutador de 24 anos fez a maioria de suas vítimas utilizando toda a sua habilidade na luta-livre esportiva. Invicto no MMA, ele venceu as 11 lutas, oito delas por finalização (73%) e três por nocaute. Ou seja, além de jamais ter perdido, “Marretinha” sequer precisou da avaliação dos jurados para vencer.

Os ingressos estão à venda no site https://vamoapp.com/events/11257/lfa-126

Confira abaixo o card do evento:

LFA 126
Complexo Ribalta, Rio de Janeiro-RJ
Sexta-feira, 11 de março de 2022


Peso-pena: Jonas Bilharinho x Rafael Coxinha
Peso-meio-médio: Gabriel Marretinha x Quemuel Ottoni
Peso-leve: Ismael Bonfim x Andrey Augusto
Peso-pesado: André Vieira x Eduardo Neves
Peso-meio-pesado: Rodolfo Bellato x Thiago Vieira
Peso-mosca: Inaildo Santos x Mateus Brauns
Peso-pena: Gabriel Braga x José Delano

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários