Vitória mantém o embalo no Carioca, mas expõe desafios para Abel Braga no setor ofensivo do Fluminense
Lance!
Vitória mantém o embalo no Carioca, mas expõe desafios para Abel Braga no setor ofensivo do Fluminense


A atuação segura dos reservas do Fluminense na vitória por 1 a 0 sobre a Portuguesa mantém o embalo tricolor mas expõe alguns desafios para o técnico Abel Braga ao pensar na estreia da equipe na Copa Libertadores. Além de uma expectativa por acirrar a busca pela titularidade, o Tricolor das Laranjeiras tem arestas a serem aparadas.

A dúvida em relação a quem será a referência de área na equipe ficou mais apimentada no último domingo (13). No momento no qual o Fluminense se desdobrava para concluir jogadas, Germán Cano aproveitou uma brecha e não titubeou. Com dois gols na temporada e a capacidade de em uma fração de segundos, definir na área, o argentino aumenta a pressão sobre Fred.

O ídolo de 38 anos traz a seu favor a experiência de já ter defendido o Fluminense em outras edições de Copa Libertadores. Além disto, seu poder de decisão em jogos pela competição continental tem sido marcante pela equipe. Fred, no entanto, está em desvantagem na "briga interna" nesta temporada: até agora, passou em branco.



Outro caminho é fazer Arias manter o nível que vem conseguindo deste início de temporada. Tanto diante da Portuguesa quanto nos momentos nos quais foi acionado anteriormente, o colombiano proporcionou jogadas de perigo e teve chances. Seu fôlego levou a equipe a ter muita força para atuar pelas pontas e pressionar a Lusinha.

Arias foi um dos jogadores que mais tiveram conclusões certas à meta da equipe: duas, empatado com Martinelli. Só que o atacante lida com um setor bastante concorrido, devido ao bom momento de Luiz Henrique e de Willian.

Entre as observações de Abel Braga do elenco que atuou no Nilton Santos, também ficou um alerta em relação à conclusão de jogadas. O Fluminense encontrou espaços e criou uma sucessão de oportunidades. Mas, além da trave ter abafado o grito de gol por dois momentos, não faltaram oscilações.

A luta para apurar a pontaria chamou a atenção dos próprios Cano e Arias. O camisa 14 reconheceu que a equipe podia ter aberto o placar logo na etapa inicial . A dificuldade de se sobressair fica mais nítida ao ver os números da partida e é digna de uma reflexão de Abelão a médio prazo.

O Fluminense acertou 47,36% das 19 finalizações que teve no jogo. Foram oito chances que exigiram Carlão (e a de Cano que parou na rede), enquanto outras dez passaram rente à trave. O autor do gol da vitória ainda teve duas oportunidades que não acertaram a meta. Os dados são do I2A Footstats.

Por mais que fale em "adiar" a projeção do primeiro passo do Tricolor nas Laranjeiras na segunda fase da Copa Libertadores, o técnico Abel Braga já está ciente de que não pode desperdiçar uma sucessão de chances na competição continental. Como serão dois jogos de mata-mata, uma hesitação diante da rede do Millionarios poderá custar caro.

Mesmo assim, o Tricolor das Laranjeiras deixa com moral jogadores da frente e faz o setor ofensivo ganhar boas variações. Abel Braga vai sabendo com quem contar e a capacidade de seus jogadores do setor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários