Goleiro Denis revela que pressão o atrapalhou para substituir Ceni no São Paulo
Lance!
Goleiro Denis revela que pressão o atrapalhou para substituir Ceni no São Paulo


Em 2016, Denis recebeu a responsabilidade de ocupar o lugar de Rogério Ceni . Até então, o jogador ocupava a posição de reserva de um dos maiores goleiros que passou pela história do São Paulo .

Porém, pouco tempo após a aposentadoria de Ceni, Denis assumiu como titular da posição. Mas isso não foi nada fácil, uma vez que o atleta teve que lidar com a responsabilidade de assumir o posto de um dos grandes ídolos do Tricolor.

Em entrevista ao Esporte Espetacular, o goleiro relatou que a pressão que sentia era tão grande que chegou, inclusive, a atrapalhar seu desempenho em campo.

+ Veja a situação do São Paulo na tabela do Paulistão 2022

– Eu sentia, na época, que era o único goleiro que não podia tomar gol no Brasil. Porque todo gol que eu tomava: “Ah não, falha. Se fosse o Rogério pegava”. Aí tomava outro gol: “Se fosse o Rogério pegava”. Eu escutei muito isso. Então eu já entrava com aquela pressão no jogo: “Puts, eu não posso tomar gol”. E quando um goleiro entra assim, “eu não posso tomar gol”, a cabeça já vai a milhão – disse.

Denis vestiu a camisa do São Paulo por nove anos, porém, afirmou que a questão psicológica afetou seu desempenho nas partidas, mas que mesmo assim, seguia com os treinamentos.

– Eu acredito que atrapalhou um pouco, mas eu sabia o que eu tinha que fazer. Eu trabalhava muito, treinava muito, não tem o que falar. Tanto que assim: não é qualquer jogador ou profissional... Eu fiquei nove anos no clube – completou.

Leia Também

A pressão era tanta que o goleiro teve que recorrer a auxílio médico, para saber lidar tanto com as questões internas quanto com as críticas da própria torcida e da mídia, que esperava algum substituto para Ceni que fosse equivalente na técnica e no desempenho. Sua saída foi buscar ajuda com a psicóloga do clube.

– A psicóloga me ajudou muito nessa época. Eu sempre falava para ela: “Olha, eu preciso trabalhar minha cabeça, porque está difícil. A cobrança está sendo um pouco mais do que eu esperava”. Isso era no dia a dia – contou.

Denis contou que ficou muito estressado na época. De acordo com ele, evitava entrar nas redes sociais ou acompanhar programas esportivos, tudo para ficar longe de comentários negativos ou que tivessem algum tom de crítica.

– Eu estava ficando já muito estressado. Eu já não assistia programa esportivo, eu não mexia em rede social, eu não lia jornal... Eu comecei a pirar. Então, pô, eu já chegava em casa: “O que eu posso fazer?”. Comecei a procurar ajuda de todos os lados. Pô, se isso conseguir me ajudar... A maioria das pessoas nem sabe das dificuldades que a gente passa, né? Então eu comecei a procurar ajuda. Não só dentro do clube, fora. Por um tempo me ajudou bastante, depois algumas coisas também já não faziam mais sentido pra mim. Então assim, foi uma época muito difícil. Muito mesmo. Até eu me estabilizar e me encontrar de novo, foi um período muito delicado da minha carreira - desabafou.

A passagem de Denis como titular no Tricolor não foi longe. No final de 2017, o goleiro não renovou com o São Paulo. Hoje em dia, o jogador atua no Aris, da Grécia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários