Faz o L! Com gol de Cano, Fluminense bate a Portuguesa e assume a ponta da Taça Guanabara provisoriamente
Vinícius Faustini
Faz o L! Com gol de Cano, Fluminense bate a Portuguesa e assume a ponta da Taça Guanabara provisoriamente


O Fluminense lutou, criou chances, esbarrou duas vezes na trave, mas bastou acionar Germán Cano para garantir a vitória por 1 a 0 sobre a Portuguesa, na tarde deste domingo (13) e ir provisoriamente para a liderança da Taça Guanabara. São 15 pontos, dois a mais que o Vasco (equipe que encara o Botafogo logo mais, às 20h). O Tricolor das Laranjeiras, que atuou com uma equipe basicamente reserva, teve amplo domínio e contou também com grande desempenho de Jhon Arias no duelo válido pela sexta rodada da competição.

Os comandados de Abel Braga voltam a campo na quarta-feira (16) para enfrentarem o Nova Iguaçu, às 21h35. Já a Portuguesa, que estacionou nos sete pontos, encara o Boavista na quinta-feira (17).

SAI DA FRENTE!

Mesmo com uma equipe repleta de reservas, o Fluminense não demorou a dominar as ações no Nilton Santos. Apostando em jogadas pelas pontas, a equipe comandada por Abel Braga teve sua primeira chance após um vacilo do goleiro da Portuguesa.

Carlão recebeu bola recuada e hesitou diante de Jhon Arias. Na sobra, o colombiano tentou por cobertura, mas o camisa 1 da Portuguesa se esticou para evitar. Em seguida, Calegari avançou como quis, encheu o pé e a bola caprichosamente carimbou a trave. Nathan ainda se desvencilhou de um marcador e bateu rasteiro, permitindo defesa do goleiro.



LUSINHA ENSAIA REAÇÃO

Os tricolores ainda viram Cris Silva mandar uma bomba fazer Carlão se esticar para evitar o gol. Entretanto, a Portuguesa, aos poucos, achou brechas para reagir. Romarinho desviou de cabeça cobrança de falta e Fábio apenas observou a bola sair. Em seguida, Bruno Santos levou a melhor do que Luccas Claro e surgiu na área mas, ao tocar na saída do goleiro tricolor, mandou para a lateral.

FOI POR POUCO!

Aos poucos, o Fluminense retomou as rédeas e rondou a área adversária. Nonato aproveitou um espaço e concluiu nas mãos de Carlão. A torcida tricolor preparou o grito de gol quando Martinelli apareceu livre na área para chutar. Entretanto, a bola carimbou na trave. Jhon Arias ainda buscou nova investida, só que a zaga da Portuguesa rebateu. Nos últimos minutos, o colombiano ainda lançou Calegari, só que o lateral mandou a bola para as nuvens. Em nova chance, Nonato tirou tinta da trave.

FEZ O L E IMEDIATAMENTE CORREU PARA O ABRAÇO!

Na volta do intervalo, o Tricolor das Laranjeiras manteve o ímpeto e precisou de sete minutos para achar o atalho para o gol. Calegari cobrou lateral para a área e, depois de um desvio de Marcão, a bola sobrou para Germán Cano. O camisa 14 ajeitou e, após um giro, estufou a rede com um chute fulminante.

MANTÉM O FÔLEGO

Embalada, a equipe de Abel Braga continuou a cercar a área adversária. Jhon Arias desceu pela direita e fez cruzamento rasteiro. Manoel tentou o desvio duas vezes e Nonato também arriscou, só que finalização esbarrou na zaga da Portuguesa. Em seguida, Cris Silva fez o cruzamento e Nonato errou a passada. Em contra-ataque, Nathan abriu caminho para Germán Cano finalizar, só que a bola passou por cima do travessão.

SINAL DE ALERTA

O desentrosamento do setor defensivo chegou a dar calafrios para os tricolores. Cafu teve liberdade pelo meio e fez o lançamento. Júnior Pirambu ajeitou com o peito e obrigou David Duarte a se desdobrar para evitar sua conclusão.

QUE CHANCE...

Aos poucos, o técnico Abel Braga promoveu a entrada de titulares que estavam no banco de reservas. E o Fluminense teve mais uma chance de ampliar logo em seguida. Luiz Henrique se impôs pelo meio e serviu Jhon Arias. O atacante avançou, bateu rasteiro e viu sua chance travada por Carlão. A bola ainda voltou nos seus pés, só que ele não conseguiu dominar com tranquilidade.

JOGOU POUCO
Na reta final, o técnico Abel Braga ainda promoveu a estreia de Ganso na temporada, para delírio dos torcedores. O meio-campista (que substituiu Cano) teve tempo de acionar Willian. O atacante arriscou e a bola parou nas mãos de Carlão. Com o Fluminense cadenciando o ritmo, a Portuguesa ensaiou uma reação em tentativas de Bruno Santos e Watson, mas nada que ameaçasse Fábio ou a vitória tricolor.


FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1x0 PORTUGUESA

Data-Hora:
13-02-22 - 16h
Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira Esposito (RJ) e Raphael Carlos de Almeida Tavares dos Reis (RJ)

Cartões amarelos: Leandro Amaro, Sidney (PRJ)

Gol: Germán Cano, 7/2T (1-0)

FLUMINENSE: Fábio, David Duarte, Manoel e Luccas Claro; Calegari, Martinelli, Nonato (Yago, 29/2T), Nathan (Luiz Henrique, 30/2T) e Cris Silva; Jhon Arias (Willian, 36/2T) e Germán Cano (Ganso, 43/2T). Técnico: Abel Braga

PORTUGUESA: Carlão; Watson, Marcão, Leandro Amaro e Sanchez; Victor Feitosa (Sidney, 45/1T), Jhonnata e Patrick (Junior Pirambu, 23/2T); Maikinho (Cafu, intervalo), Romarinho e Bruno Santos. Técnico: Andrezão

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários