Com vice em Mundial, Palmeiras deve voltar a conversar com alvos da pré-temporada para reforçar elenco
Rafael Ribeiro
Com vice em Mundial, Palmeiras deve voltar a conversar com alvos da pré-temporada para reforçar elenco


Com a derrota na final do Mundial de Clubes para o Chelsea e com tempo até a estreia na Copa Libertadores, prioridade agora, o Palmeiras deve retomar nesta semana negociações que haviam sido suspensas por conta da participação da equipe na competição da Fifa. E o primeiro alvo é um velho conhecido pela torcida nas sondagens do Verdão: Taty Castellanos, do New York City, dos EUA.

Enquanto esteve na disputa do Mundial, o Verdão foi avisado pelo Grupo City de que clubes sul-americanos interessados no jogador haviam tentado abrir negociações. Entretanto, por motivos éticos, o conglomerado árabe que controla também o Manchester City, da Inglaterra, já havia avisado o Alviverde que somente negociaria o atacante argentino sem avisar se fosse com o mercado europeu.

Pessoas próximas da diretoria de futebol do Verdão revelaram ao LANCE! que entre os interessados em Castellanos estavam Internacional e River Plate. Ambos, contudo, desistiram por conta dos valores envolvidos no negócio e a recusa do Grupo City em acordos de empréstimo.

O Palmeiras tem boa relação com os árabes desde que vendeu Gabriel de Jesus a eles. Por conta disso, ficou apalavrado que o Verdão teria tempo para igualar ou cobrir qualquer proposta por Castellanos vinda de rivais continentais.

O L! apurou que o Grupo City admitiu ao Verdão que pode reduzir os valores do negócio. Inicialmente, eram pedidos 12 milhões de euros (cerca de R$ 71,6 mi) para liberar o argentino. O montante tinha como alvo o mercado europeu, mas a janela de transferências fechou e não houveram interessados.

A diretoria alviverde iniciará uma série de reuniões na próxima semana para definir vendas e contratações do atual plantel. A situação de Castellanos e de outros alvos do clube durante a pré-temporada serão avaliadas. Isto é, se vale apena desembolsar quantia tão alta pelo atacante.

Durante o Mundial, Castellanos deu sinais contraditórios sobre o seu futuro. À imprensa argentina, apontou que tinha como objetivo defender o River. Mas pessoas do seu estafe reiteraram que ele aceitaria jogar no Palmeiras. A situação faz com que o Verdão seja cauteloso ao tratar do assunto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários